Novo sistema de transporte da capital estreia neste sábado

Três linhas começam a operar na avenida Cristiano Machado, Savassi, centro e área hospitalar

iG Minas Gerais | Joana Suarez / Luciene Câmara |

Prestes a começar. Três linhas do Move iniciam operação amanhã, mas obras para implantação do sistema ainda estão em andamento
JOAO GODINHO / O TEMPO
Prestes a começar. Três linhas do Move iniciam operação amanhã, mas obras para implantação do sistema ainda estão em andamento

As obras começaram há cerca de quatro anos. De lá para cá, a capital virou um canteiro de obras, com congestionamentos maiores e diversas intervenções viárias para dar passagem ao Move (nome dado ao BRT, sigla em inglês para transporte rápido por ônibus). Enfim, o grande dia chegou. Neste sábado, os ônibus articulados começam a transitar pelas avenidas de Belo Horizonte. 

Com um investimento de R$ 1,06 bilhão, o novo sistema é a maior mudança viária das últimas décadas e a grande aposta da prefeitura para melhorar o trânsito e o transporte coletivo. Especialistas, por sua vez, divergem sobre o assunto, e muitos não acreditam em grandes melhorias. A estreia será tímida e em meio a uma estrutura inacabada. Apenas três linhas troncais (que ligam as estações, em sua maioria, pelos corredores exclusivos) vão começar a operar nos corredores das avenidas Cristiano Machado, Paraná e Santos Dumont. As linhas vão partir da nova Estação São Gabriel, na região Nordeste. Duas delas seguem para o centro, e a outra vai direto para a região hospitalar e a Savassi. Neste primeiro momento, as 26 linhas de ônibus que já paravam na antiga Estação São Gabriel seguirão sem mudanças: nenhuma linha que fazia o trajeto do bairro ao centro será extinta. Segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), nessa fase, o novo sistema vai se apresentar apenas como uma outra alternativa de transporte. O usuário ainda terá sua linha convencional até se acostumar com o Move. O impacto maior só será sentido na segunda fase de inauguração, no dia 22, quando cerca de 18 linhas convencionais serão extintas para se integrar ao BRT – com isso, haverá redução no número de ônibus circulando no centro e nas pistas mistas, junto com os carros, uma promessa para melhorar o fluxo. Mas somente em meados de abril, todo o sistema na avenida Cristiano Machado, que terá pelo menos sete linhas troncais, estará em pleno funcionamento. Inacabadas. Até lá, usuários e motoristas terão que lidar com estações em obras, além de passarela e sinalizações mal-acabadas. A estação São Gabriel, responsável pela integração e com expectativa de receber 30 mil usuários ao dia, tem pronta apenas uma estrutura semelhante a um mezanino. Mas, conforme a BHTrans, ela é suficiente para iniciar a operação das três linhas. “A gente vê que ainda tem muita coisa inacabada. Esse início vai ser muito precário, vamos precisar de muita orientação. Esperamos que a prefeitura acelere a obra agora”, destacou o engenheiro civil Márcio Aguiar, especialista em trânsito. 

 

Confira o Guia para os novos usuários do MOVE clicando aqui: issuu.com/otempo/docs/portal?e=8041075/7004516  

Funcionamento

Horários. Nessa primeira etapa do Move, não haverá circulação no período das 23h às 4h. Nos domingos e feriados, apenas a linha troncal 83P, da Estação São Gabriel ao centro, vai circular.  

Campanha foi lançada a dois dias do início A dois dias da inauguração do Move, a prefeitura deu início nessa quinta à campanha de divulgação do novo sistema. Três vídeos começaram a ser exibidos na televisão, com orientações básicas sobre o serviço, como linhas que entram em operação e procedimentos dos usuários. A falta de informações era vista com preocupação por especialistas. Além da TV, a campanha inclui divulgação em rádios e na internet. A partir de sábado, haverá divulgação em jornais e, nos bairros, distribuição de folhetos.

Não estão prontos Estação São Gabriel. Será usada apenas parte da estrutura na primeira fase. Sinalização e passarelas. Na avenida Cristiano Machado, os itens não foram finalizados. Pistas exclusivas. Vias para Move ainda não foram todas pintadas de azul. Além disso, as linhas convencionais que serão adaptadas ao BRT ainda não poderão usar corredores exclusivos. Site do Move. Ele só terá informações sobre trajetos nas próximas etapas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave