Demonstrar preocupação é importante

iG Minas Gerais | Dra. Perri Klass |

Nova York. Como pediatra já atendi um ou outro telefonema sobre um colega de sala ou de quarto que anda fazendo algo estranho, problemático ou possivelmente perigoso, e meu papel geralmente tem sido o de dizer: “Deixe o seu colega saber que você está preocupado, por que está preocupado e alerte o orientador dos residentes”.  

Às vezes os alunos simplesmente não querem se envolver na hierarquia universitária porque têm medo de encrencar um amigo e, além disso, a condução das questões de saúde mental tem sido criticada nos campi.

Um aluno que sente alguma conexão com os pais de um colega pode ficar mais à vontade para procurar sua ajuda – mais um motivo para conhecer e ser conhecido pelos colegas de república dos filhos, pelo menos um pouquinho.

Entretanto, às vezes, o estudante fica com medo de enraivecer quem ocupa o beliche de cima. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave