Terapia genética protege pacientes

iG Minas Gerais |

Washington. A terapia genética também está avançando no combate à Aids. Pesquisadores nos Estados Unidos usaram esse tipo de recurso para “melhorar” o sistema imunológico de 12 pacientes com HIV, para protegê-los contra a ação do vírus causador da doença.  

A experiência aumenta a perspectiva de que os pacientes não precisem mais tomar medicamentos diários para controlar a infecção.

Glóbulos brancos (células responsáveis pelo combate a infecções) foram retirados dos pacientes e reinjetados após passarem por um tratamento para dar a eles resistência ao HIV.

O estudo, publicado na “New England Journal of Medicine”, sugere que a técnica é segura.

Algumas pessoas nascem com uma rara mutação genética que os protege do HIV. Essa mutação altera a estrutura das células-T, parte do sistema imunológico, o que faz com que os vírus não consigam entrar nas células e se multiplicar.

A primeira pessoa a se recuperar totalmente da infecção pelo HIV, Timothy Ray Brown, teve seu sistema imunológico extinto com um tratamento contra leucemia e depois reposto com um transplante de medula óssea de alguém com a mutação genética.

Agora os pesquisadores da Universidade da Pensilvânia estão adaptando os próprios sistemas imunológicos dos pacientes para dar a eles a mesma defesa. As informações são da rede BBC.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave