Diego Costa espera fazer mais pela seleção espanhola

Atacante brasileiro que naturalizou-se espanhol, fez sua estreia pela Fúria de forma discreta e projetou evolução

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Com a camisa 19, Diego Costa atuou diante da Azurra, mas passou em branco
Reprodução/ Facebook Federação Italiana de Futebol
Com a camisa 19, Diego Costa atuou diante da Azurra, mas passou em branco

O atacante Diego Costa admitiu que ficou nervoso e teve uma atuação apagada na sua estreia pela seleção espanhola, na última quarta-feira, quando a sua equipe derrotou a Itália por 1 a 0, em amistoso disputado no Vicente Calderón, em Madri. Assim, prometeu melhorar nas próximas oportunidades.

Após polêmica envolvendo a seleção brasileira, Diego Costa optou por atuar pela Espanha e fez a sua estreia em um cenário ideal, no estádio do Atlético de Madrid, o seu atual clube. Mas esteve longe de brilhar e foi bloqueado pela marcação na principal chance de gol que teve, no primeiro tempo.

Diego Costa reconheceu que faltou mais confiança na partida de quarta-feira. "O primeiro jogo não é fácil", disse o atacante. "Eu estou feliz, mas eu sei que posso dar muito mais. Eu posso trazer minhas qualidades do Atlético para a equipe".

Assim, celebrou a vitória e garantiu que pode se sair melhor em novas chances. "Com o tempo eu vou ganhar mais confiança, vou ficar mais confortável", disse Diego Costa. "Estou muito feliz por ter finalmente jogado pela Espanha e por vencer".

O técnico da seleção espanhola, Vicente del Bosque, fez elogios a Diego Costa, mas espera que ele consiga entender logo o estilo de jogo da Espanha. "Diego está se integrando ao time e, aos poucos, ele vai se acostumar a jogar com a equipe", disse. "Nenhum jogador pode ter problemas para se adaptar ao nosso estilo de jogo".

Diego Costa é brasileiro naturalizado espanhol e, mesmo chamado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para defender o Brasil no ano passado, recusou a convocação e optou por jogar pela Espanha. Depois, foi chamado por Del Bosque para amistosos em novembro, contra Guiné Equatorial e África do Sul, mas foi cortado por lesão.

Agora, finalmente fez a sua estreia na seleção espanhola. E, mesmo com a atuação apagada na última quarta-feira, pode entrar no grupo de convocados que disputará a Copa do Mundo no Brasil.

Leia tudo sobre: diego costaatacanteespanhalestreiaseleção