Tinga agradece incentivo dos torcedores do último time de sua carreira

Jogador recebeu o carinho da torcida de Muriaé depois de ter sido vítima de racismo no Peru e repetiu que pretende aposentar no Cruzeiro

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Tinga deixou o campo chateado com os atos de racismo da torcida peruana
Washington Alves/VIPCOMM
Tinga deixou o campo chateado com os atos de racismo da torcida peruana

Assim que chegou a Muriaé, o volante Tinga sentiu o calor do povo da cidade. E o mesmo aconteceu após a goleada do Cruzeiro. Bastante ovacionado pelos torcedores, o meio-campista, que sempre deu a entender que vai encerrar sua carreira na Raposa, agradeceu a recepção e o apoio.

“Esse é o carinho do torcedor com o Cruzeiro. Onde o Cruzeiro vai, tem torcedor do time. Por isso era importante a gente vir e mostrar respeito às tradições do clube, que é vir com o pensamento de ganhar em qualquer lugar. E temos feito isso muito bem”, comentou o volante.

Tinga recebeu incentivo para o duelo e também palavras de apoio, devido ao episódio lamentável no Peru, quando foi hostilizado de forma racista pela torcida do Real Garcilaso.

“A vida de jogador é assim. Desde o início passei dificuldades, mas aproveitei oportunidades que a minha me deu. E quando cheguei em 2012, eu disse que me sentia um privilegiado em defender as cores do Cruzeiro. Me sinto prestigiado em estar num clube como o Cruzeiro nesse último contrato da minha vida”, afirmou o volante.

Leia tudo sobre: cruzeirotingavolanteaposentadoriafutebolraposa