Messi vomita, Argentina joga mal e empata na Romênia

Apesar da ter passado mal, craque portenho ficou em campo até o final do amistoso internacional

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A Argentina decepcionou nesta quarta-feira. No último amistoso antes da convocação final para a Copa do Mundo, o time só tinha o desfalque de Garay, jogando com praticamente todo o time que disputará o Mundial, mas não saiu de um empate sem gols e sem emoções com a Romênia, apenas a 33.ª colocada no ranking da Fifa e que não virá ao Brasil.

O jogo ficou marcado por um fato inusitado envolvendo o craque Lionel Messi. No primeiro tempo, o jogador argentino sentiu-se mal e chegou a vomitar em campo, sendo flagrado pelas imagens da televisão. Mesmo assim ficou em campo até o final. Ele, porém, ficou longe de render o seu melhor.

Por conta de uma lesão que o afastou dos gramados no fim do ano passado, Messi não jogava pela Argentina desde setembro. Na defesa, José Basanta entrou no lugar de Garay, que machucou o joelho.

Com Messi bem marcado, a Argentina ameaçou pouco no primeiro tempo. A melhor chance veio no perto do intervalo, numa jogada pessoal de Agüero, que deixou três para trás, mas chutou em cima de Tatarasanu.

Na etapa final, o técnico Alejandro Sabella tentou mudar o time, com as entradas de Lucas Biglia e Rodrigo Palacio, já aos 12 minutos. Chance real de gol, só uma. De Mascherano para Agüero, que driblou o goleiro, chutou cruzado, mas Florin Gardos salvou.

Quem ficou mais perto de vencer, porém, foi a Romênia. Aos 37, Maxim mandou a bola para as redes, mas o árbitro apontou que a bola havia saído no cruzamento. Pelas imagens da televisão, porém, a impressão é que ela não saiu.

ESTADOS UNIDOS PERDE - Se no campo político Ucrânia e Estados Unidos estão unidos, no de jogo foram rivais. Por conta dos conflitos em Kiev, o amistoso desta quarta-feira foi transferido para Larnaca, no Chipre. E os ucranianos, que não vão à Copa, não se mostraram bons aliados dos norte-americanos e venceram por 2 a 0. Yarmolenko abriu o placar aos 12 minutos, enquanto Devic ampliou aos 23 da segunda etapa.

Desde garantirem a classificação para a Copa, os Estados Unidos já fizeram quatro amistosos. Empataram com a Escócia, perderam da Áustria e só venceram a Coreia do Sul, num jogo em que os dois times utilizaram apenas jogadores que atuam nas suas ligas locais. Antes do Mundial, o time de Klinsmann ainda pega México e Nigéria. A estreia na Copa é dia 16 de junho, contra Gana, em Natal.