São Paulo conta com Luis Fabiano para bater Flamengo

Atacante vai ocupar a vaga de Aloísio, poupado após reclamar de dores musculares

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Luis Fabiano está longe de repetir em 2013 o mesmo desempenho de anos anteriores. Os 21 gols marcados na temporada ainda o colocam como artilheiro da equipe (ao lado de Aloísio), mas as sofríveis atuações recentes fazem que ele seja o maior interessado no jogo desta quarta-feira, contra o Flamengo, às 21h50, no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro está de volta à equipe após ser barrado contra o Atlético Paranaense, no último fim de semana, para readquirir a forma física, e tem nova chance de deixar a má fase no passado. Ele ocupa a vaga de Aloísio, poupado após reclamar de dores musculares. A vida do camisa 9 não tem sido fácil nos últimos tempos. Das dez partidas que esteve sob o comando do técnico Muricy Ramalho, marcou apenas três gols (o último há mais de dois meses) e na maioria das vezes teve atuação apagada. Ao ser sacado do jogo contra o Atlético Nacional, na Colômbia, ainda nos primeiros minutos, pôs o futuro no clube em xeque e irritou a diretoria, que volta a cogitar vendê-lo. Muricy Ramalho tem tratado o assunto com calma para evitar bater de frente com o atacante e admite que o rendimento está abaixo do esperado, mas vê erros na preparação do atleta, cuja frágil condição física é conhecida, como atenuante para a apatia. Uma esperança para o fim do jejum está na parceria com Ademilson: nas três vezes em que jogaram juntos na temporada, Luis Fabiano marcou em todas. “Da minha parte, vou tentar ajudá-lo e colocá-lo em posição para marcar e sair dessa zica que ele está vivendo”, afirmou o jovem companheiro do artilheiro. Muricy Ramalho admitiu que deveria ter poupado os jogadores da partida contra o Atlético Paranaense no último domingo e não cansa de dizer que o grupo pode "estourar" fisicamente. Ainda assim o técnico dará nova chance aos titulares antes de pensar na semifinal da Copa Sul-Americana contra a Ponte Preta, que começa apenas no próximo dia 20. A decisão parece contradizer o discurso do treinador, mas Muricy Ramalho também não quer deixar o grupo inativo por tanto tempo para evitar que o time chegue desligado para a semifinal. A tendência é que o treinador poupe jogadores para a partida contra o Fluminense, no próximo domingo, e aí sim dê chances aos reservas. “Pelo Brasileiro tem chance, enquanto tem chance tem que lutar. Crescemos na competição e agora vamos largar?”, questionou Ademilson.

Leia tudo sobre: luis fabianosao pauloflamengoserie abrasileiro