Grêmio quer encerrar jejum para se manter na zona da Libertadores

Tricolor Gaúcho enfrenta nesta quarta-feira o desesperado Vasco, que luta contra o rebaixamento

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Lucas Uebel/Grêmio
Barcos recebeu o apoio da pequena torcedora para encerrar seu jejum de gols no Grêmio
Depois de passar a maior parte do Brasileirão na zona de classificação para a Copa Libertadores, o Grêmio chega à 34ª rodada com a obrigação de vencer o Vasco, nesta quarta-feira, a partir das 19h30, em Porto Alegre, para se manter entre os quatro primeiros colocados do campeonato. O time gaúcho está em terceiro lugar com 54 pontos, mas corre risco de ser ultrapassado por Botafogo e Goiás, ambos com 53. O Grêmio já está há sete partidas sem vencer e há seis sem marcar gol. Por isso, ficou sob pressão da torcida, que começou a contestar o técnico Renato Gaúcho e o atacante argentino Barcos. Conseguir a vaga na Libertadores é o último sonho gremista numa temporada em que o time disputou quatro campeonatos sem conquistar um título sequer (Gaúcho, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão). "Em algum momento a bola vai entrar", prevê o volante Riveros, revelando a ansiedade do time com a má fase ofensiva. "A sorte vai voltar na hora certa", acredita Renato Gaúcho. Na tentativa de atrair os bons fluidos de novo, Renato Gaúcho fechou o treino de terça-feira e escondeu a escalação. A formação que perdeu para o Cruzeiro por 3 a 0 no domingo passado está novamente disponível, com três volantes e dois alas no meio-campo, além de dois atacantes. Mas o técnico prefere o mistério e pode surpreender com a volta do 4-4-2. Nesse caso, o zagueiro Werley pode sair do time e abrir vaga para a entrada de um armador, que pode ser Elano ou Maxi Rodriguez.

Leia tudo sobre: gremiovascobrasileirojejum