Sorvete que brilha no escuro custa R$ 500

iG Minas Gerais |

Reprodução/Facebook
undefined
A fábrica Lick Me I’m Delicious (sou delicioso, me lamba, em inglês), do inventor de comidas Charlie Harry Francis, do Reino Unido, criou um sorvete que brilha no escuro e é feito de proteína de água-viva. O sorvete aproveita a luminescência da proteína da água-viva quando ela reage com a língua, por causa das proteínas ativadas de cálcio, ficando com um brilho esverdeado. A criação só foi possível com a ajuda de um cientista chinês, que encontrou uma maneira de sintetizar a proteína. O preço, porém, é de cerca de R$ 500 a colher. A empresa revelou que está trabalhando na criação de um sorvete invisível.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave