Locação de roupas para festas está em alta em Belo Horizonte

Lojas registram demanda 40% maior no fim de ano e novo nicho permite compartilhar modelos

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

FERNANDA CARVALHO
Visionária. Na loja de Ana Luisa, as clientes também podem colocar suas roupas para alugar e recebem 35% do valor por peça
Ter um armário conjunto com as amigas, para aumentar a possibilidade de modelitos para as festas e reduzir os gastos, era o sonho da administradora de empresas Ana Luisa Almada. E com essa ideia na cabeça ela criou a Armário Compartilhado, empresa que aluga vestidos que pertencem a outras pessoas. A loja tem 400 modelos que pertencem a cerca de cem pessoas. As peças passam por uma avaliação para estipular o preço do aluguel, que vai de R$ 100 a R$ 450. A cada locação, a dona do vestido recebe 35% do valor em dinheiro ou o dobro em créditos para alugar. Hoje, a loja aluga entre cinco e oito vestidos por semana, mas as festas de fim de ano devem dar um impulso no negócio, que está na praça há apenas dois meses. “A demanda deve aumentar em 40%”, calcula Magareth Elisei, mãe de Ana e gerente da empresa. Na Viana Festas, no edifício Mariana, o movimento de fim de ano também já começou e mostra que o setor de locação de roupas de gala está aquecido, principalmente nesta época do ano. A gerente, Bet Freitas Silva, diz que em outubro alugou 158 vestidos, mais do que o dobro da média mensal, que é de 70 locações. “O movimento fica bom até o fim de dezembro”, diz ela. A loja está no mercado há sete anos. Normalmente, casamentos e festas de 15 anos garantem o movimento. No fim de ano, a procura é turbinada por formandas. A bancária Elaine Martins aderiu ao aluguel. Neste mês, ela alugou um vestido para ir a um casamento e em dezembro vai alugar outro para a filha, que vai se formar. Além de cliente, ela também deixou três modelos na Armário Compartilhado para serem alugados. “Não vão me fazer falta e estavam ocupando lugar no armário”, diz. Ela completa que com o aluguel gasta menos e não repete roupa. Não usar a mesma roupa em eventos diferentes é mesmo a maior motivação de quem escolhe o aluguel, diz a proprietária da Ateliê Festas, no edifício Vila Rica, Deusdite Maria Assunção Lima. “As mulheres nunca gostaram de repetir roupa. Com o Facebook, piorou. Depois que alguém posta a foto, não dá para usar a roupa no próximo evento”, diz. Frases “As mulheres nunca gostaram de repetir roupa. Com o Facebook, piorou” Deusdite Lima. Ateliê Festas “Com o compartilhamento, a pessoa compra um vestido, mas tem vários” Ana Luisa Almada. Armário Compartilhado Números 3,56%  foi a alta da inadimplência de janeiro a outubro 1,17%  foi o crescimento registrado em outubro 0,07%  foi a variação em relação ao índice de setembro

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave