Dois mestres na 1ª conquista

iG Minas Gerais |

Se na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro, Alex e Everton Ribeiro se destacaram para o Cruzeiro, no primeiro título celeste do Nacional, a Taça Brasil de 1966, coube a Dirceu Lopes e Tostão comandarem a Raposa. Para muitos torcedores, Dirceu é considerado o grande maestro daquele título. Mas Tostão também exerceu um papel fundamental na campanha invicta do time estrelado. Ambos foram peças-chave do Cruzeiro naquela oportunidade. Inclusive, só não fizeram chover na decisão, quando os azuis levaram a melhor em cima do místico time do Santos, de Pelé, com direito a um verdadeiro massacre na partida de ida, no Mineirão. No dia 30 de novembro de 1966, Dirceu anotou três tentos na goleada por 6 a 2 em cima do Peixe. Tostão também deixou sua marca, uma vez. No duelo de volta, no Pacaembu, os dois maestros voltaram a marcar, no triunfo de virada, por 3 a 2. Na noite desta quarta-feira, a partir das 18h, no Bhar Savassi (Rua Sergipe, 1211), Dirceu Lopes participará de um talk show com torcedores. (TP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave