Baluarte do samba sai de cena

Coautor de clássicos como “Sonho Meu” e “Acreditar”, Délcio Carvalho morre no Rio

iG Minas Gerais |

Letícia Vinhas / Divulgação
Discos. Além de compositor, Délcio Carvalho era também um intérprete bissexto, que chegou a registrar alguns discos
Compositor de sambas de sucesso e referência do gênero no país, Délcio Carvalho morreu na manhã de ontem, aos 74 anos, em decorrência de um câncer no aparelho digestivo. Desde o dia 18 de outubro o músico estava internado no CTI do Hospital São Lucas, em Copacabana, no Rio. Carvalho era parceiro frequente de D. Ivone Lara, uma das maiores sambistas do país. Com ela, compôs “Acreditar” e “Sonho Meu”, dois de seus maiores sucessos. Outros nomes de peso do samba também cantaram e compuseram com Carvalho. Entre eles, Zé Ketti, Nei Lopes e Noca da Portela. Carvalho teve suas composições gravadas ainda por importantes nomes, como Elizeth Cardoso. Na década de 1970, Carvalho ingressou na Ala de Compositores da Imperatriz Leopoldinense.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave