Brasil será o sexto maior produtor de petróleo em 2035

País é forte candidato a absorver alta da demanda chinesa

iG Minas Gerais |

ANTONIO SCORZA
Previsões. País que hoje importa gasolina, tende a ser grande exportador de petróleo no futuro
Londres. A China caminha para se tornar o maior consumidor mundial de petróleo nas próximas décadas. Parte dessa demanda vai ser atendida pelo petróleo brasileiro extraído do pré-sal. A previsão foi feita ontem pela diretora-executiva da Agência Internacional de Energia (AIE), Maria van der Hoeven. No relatório anual World Energy Report 2013, a AIE avalia as perspectivas do mercado energético nacional e prevê que o Brasil vai alcançar o posto de sexto maior produtor mundial de petróleo em 2035. “A região do mundo em que a demanda mais crescerá é a Ásia. Portanto, haverá forte demanda de países como a China, Índia ou Coreia do Sul e o Brasil vai atender uma parte dessa demanda e exportará para esses países”, disse Maria van der Hoeven, ao comentar que o crescimento das economias asiáticas e o aumento da produção interna de combustíveis na América do Norte vai deslocar o foco de demanda mundial dos países banhados pelo Oceano Atlântico para a Ásia. Além de exportar o petróleo, a AIE cita a perspectiva de que o Brasil passe a exportar a tecnologia para sondagem e extração em águas profundas. “Nem todas as empresas do mundo têm essa tecnologia. Portanto, o Brasil pode vender o conhecimento ou mesmo realizar parcerias em outras partes do mundo com empresas e países que precisem dessa tecnologia”, disse a executiva da entidade, ao comentar que a Petrobras é líder mundial nesse segmento. Uma maneira de medir as perspectivas da exportação da tecnologia brasileira é acompanhar a competitividade do setor petroleiro no Brasil. “Se o setor for competitivo dentro de casa, crescem as possibilidades de exportar a tecnologia. Por outro lado, se você tiver uma cadeia de produção protegida, a possibilidade de exportar é menor”, resumiu o chefe da unidade de pesquisa e investimento da AIE, Tim Gould.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave