Marcos vê filme e diz: 'parece que sou o melhor goleiro'

Ex-jogador chorou durante o lançamento de "Santo Marcos", e lamentou ainda ausência de alguns títulos na carreira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

ARNALDO CARVALHO/JC IMAGEM
undefined
O filme sobre a carreira do ex-goleiro Marcos, chamado "Santo Marcos" foi lançado na manhã desta terça-feira em uma das salas de cinema do Bourbon Shopping, na Pompeia, na zona Oeste de São Paulo em um evento que ficou marcado pela emoção e bom humor do ídolo palmeirense. O ex-goleiro chegou a chorar diversas vezes enquanto o filme de 1h12 foi exibido e teve a oportunidade de lembrar os momentos bons e ruins na carreira. Marcos admite que inicialmente não gostou da ideia de ter um filme sobre sua carreira, mas com o passar do tempo amadureceu a ideia. "Eu achava que eu não era nem o maior goleiro do Palmeiras, então parecia um exagero fazer um filme sobre minha carreira. Mas fiquei orgulhoso e emocionado com o que vi. Depois desse filme eu vou sair daqui achando que sou o melhor goleiro do mundo", disse o ex-goleiro, com seu tradicional bom humor. Os momentos de maior emoção do goleiro foi quando começou a falar sobre suas lesões e a entrevista de familiares, entre eles, sua mãe, Antônia. O ídolo palmeirense admitiu uma frustração ao comentar a sua carreira. "Faltou o título mundial de clubes. Depois de 1999, ainda mais por eu ter falhado, eu queria todo ano me matar em campo para ter mais uma chance de ir ao Mundial e ganhar, mas não consegui", lamentou o ex-goleiro, que disse ter sido mais gratificante jogar pelo Palmeiras do que pela seleção. "Até porque se não fosse o Palmeiras eu não chegaria na seleção. E minha identificação com o clube é grande demais. Acho que o fato de eu ser campeão do mundo e ficar para jogar a Série B fez com que isso aumentasse", completou. O filme "Santo Marcos" será exibido nos cinemas a partir do dia 22 de novembro. A obra será exibida nos cinemas do Shopping Bourbon, nas cidades de Ribeirão Preto, Campinas, Londrina e Maringá, lugares que, de acordo com pesquisas feitas pela produtora do filme e pelo clube, existem muitos palmeirenses.

Leia tudo sobre: marcospalmeirasfutebolfilmesanto marcoscinemasão paulogoleiro