Garoto de 12 anos se esconde, chama a polícia e evita assalto

Criança estava sozinha em casa e, conseguiu, por telefone, ajuda de uma viatura em dois minutos

iG Minas Gerais |

reprodução eptv
Iniciativa. Garoto surpreendeu polícia, família e o próprio ladrão, que foi preso e teve que entregar o notebook, a mochila e o rádio
Marília. A atitude de um menino de 12 anos surpreendeu a polícia no início da noite de segunda-feira, dia 11 em Marília (SP). Sozinho em casa, o garoto percebeu que um homem havia pulado o muro da casa e tentava entrar no imóvel pelo telhado. Mesmo assustado, ele pegou o celular que estava em um quarto, se escondeu na sala e ligou para o 190 antes mesmo de chamar os pais. Pelo telefone, o menino passou as informações para os policiais, que conseguiram deter o criminoso. Foi depois da ligação para a Polícia Militar que o garoto conseguiu evitar o assalto na casa dele. Após passar o endereço para a central da PM, os policiais chegaram rapidamente ao local do crime e pegaram o ladrão dentro da casa. Tudo graças à esperteza do menino, que se escondeu atrás da estante para ligar para a polícia, assim que viu o ladrão pular o muro de casa. “Eu ouvi um barulho no telhado, como se alguma coisa tivesse entrando. Quando cheguei lá, tinha um cara tentado abrir a telha para entrar. Eu estava bem nervoso mesmo, quanto mais eu ia ouvindo o barulho dele, mais eu ia baixando a voz para ele não me ouvir”, contou o garoto. Do outro lado da linha estava a soldado Cláudia. Foi ela quem conduziu a ocorrência ao mesmo tempo em que precisava acalmar o garoto. “Na hora a gente imagina o desespero de uma criança. A primeira coisa que pensei foi nas minhas filhas precisando do atendimento da Polícia Militar”, diz. Do momento em que a criança ligou para a central da PM até o instante em que a viatura chegou no local foram dois minutos. Além da inteligência do garoto para conduzir os policiais, a tecnologia também fez a diferença. “Todas as viaturas possuem um terminal móvel de dados onde se faz a pesquisa de pessoas e veículos. Pelo posicionamento da viatura no mapa, a gente verificou que havia uma viatura próxima ao local, o que deu maior agilidade para a ocorrência”, destaca o tenente da PM Rolando Gago. O criminoso foi encaminhado à cadeia de Garça. A mochila, o notebook e o rádio que ele tentou roubar foram recuperados. ‘Não me sinto herói, estava com muito medo’ O menino que, mesmo assustado com a invasão de um ladrão na sua casa, teve a rapidez para se esconder e ligar para polícia pelo celular, afirma que não se vê como herói. “Sinceramente, não me sinto herói, estava morrendo de medo. Foi mais a polícia que ajudou mesmo, que chegou muito rápido”, diz ele. “Eu pensava que era minha mãe, mas ela sempre me chama e dessa vez ela não me chamou. E daí eu ouvi um barulho de telha e pensava que era algum animal. Quando fui até a cozinha ver o que era, tinha um homem tentando abrir a telha para poder entrar”, contou. Para a mãe dele, no entanto, ele é herói, sim. “Ele foi meu herói, ele é tudo para mim. Se fosse eu, não sei minha reação, mas a dele, por ter 12 anos, foi demais”, afirma a mãe. “Depois do susto, estou tranquilo agora que deu tudo certo”, disse o menino.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave