Câmara vota amanhã PEC do voto aberto, afirma Renan Calheiros

Mais cedo, Henrique Eduardo Alves admitiu haver um "jogo de empurra" entre as duas Casas Legislativas na discussão sobre a PEC

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Wilson Dias/ABr
undefined
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na tarde desta terça-feira, 12, que a Casa vai votar amanhã em plenário a proposta de emenda à Constituição (PEC) que prevê o voto aberto irrestrito. A decisão de Renan ocorre no momento em que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), admitiu haver um "jogo de empurra" entre as duas Casas Legislativas na discussão sobre o voto aberto para cassações. Alves disse que não colocará na pauta mais nenhum processo do tipo com votação secreta. A Câmara resiste em aprovar a medida em razão de deputados federais que foram condenados no processo do mensalão e que, nesta quarta-feira, 13, podem ter contra si mandados de prisão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Renan Calheiros disse que pretende encerrar hoje a votação, no primeiro e no segundo turnos, da proposta da PEC que institui o Orçamento Impositivo. O presidente do Senado foi apoiado pelos líderes do governo e de vários partidos da Casa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave