"Agora me aplaudiram", desabafa Pato após gol de pênalti

O técnico Tite, porém, preferiu destacar a atuação coletiva da equipe a elogiar o jogador

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK/REPRODUÇÃO
Alexandre Pato é a principal esperança de gols do Timão no duelo deste domingo
Após garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, com um gol de pênalti marcado aos 45 minutos do segundo tempo, na noite do último domingo, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), Alexandre Pato fez questão de lembrar as críticas que recebeu da torcida depois da eliminação do Corinthians na Copa do Brasil, diante do Grêmio, contra o qual o atacante desperdiçou um pênalti, com uma bisonha cavadinha, que selou o adeus do time alvinegro ao torneio nacional. "Um dia me vaiam, agora me aplaudiram", disse o atacante, que, na comemoração do gol, tirou a camisa e colocou a mão direita atrás da orelha direita, como se pedisse para que a torcida gritasse o seu nome mais alto. "Estou trabalhando, os números mostram. Quando fui titular, fiz gols, então deixo que os números falem por mim". O gol fez Pato receber novo apoio dos companheiros. Emerson, por exemplo, que também tem sido bastante cobrado pela torcida por causa das últimas atuações ruins, elogiou a cobrança do pênalti. "Ele sabe que errou, sabe que cometeu uma falha grave (contra o Grêmio), mas é ser humano e todos nós estamos sujeitos a errar. O importante é ter a grandeza de saber que errou e continuar trabalhando, persistir para acertar. Foi o que nós tentamos desde o início colocar para ele, que ele precisaria dar a volta por cima", ressaltou. Já o técnico Tite preferiu destacar a atuação coletiva da equipe a elogiar Pato. “Ele só sofreu o pênalti e marcou o gol porque teve a jogada criada pela equipe”, enfatizou o comandante. O treinador, inclusive, revelou que o atacante só recebeu autorização para executar a cobrança depois de uma conversa com o lateral Alessandro, o capitão corintiano. "O Pato foi lá, teve coragem e corrigiu o erro que cometeu", completou Tite.

Leia tudo sobre: patocorinthiansgolpenaltiserie abrasileiro