Moradores cobram pontes mais seguras

Comunidade também reivindica expansão de iluminação e serviço regular de capina no bairro

iG Minas Gerais | DAYSE RESENDE |

Moradores do bairro Sítio Poções, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, cobram melhorias nas pontes usadas por pedestres e veículos na avenida principal. Segundo o morador Alexandre Gonçalves, de 29 anos, a ponte de concreto situada próximo à rua Rio Branco é muito perigosa, pois não tem proteção.    “Ela é muito estreita e o risco de acidente é grande. Se não a utilizarmos, temos que usar a ponte de madeira, usada por veículos, que também está em um estado precário. Também precisamos de mais iluminação pública na região, que fica muito perigosa à noite. Além disso, falta um serviço de capina mais efetivo aqui no bairro”.   O técnico em eletrônica, Charlen de Jesus, 25, afirmou que a necessidade de melhoria no bairro é urgente. “Esperamos que as autoridades olhem mais para o nosso bairro”, disse.    Resposta   A assessoria de imprensa da Prefeitura de Betim informou que a ponte de concreto, que é utilizada pelos pedestres, receberá reparos, inclusive, um guarda-corpo para fornecer melhores condições a quem faz travessias. A benfeitoria deve ser realizada em, no máximo, 30 dias. Já a ponte de madeira, que é utilizada tanto por pedestres quanto por motoristas, funciona em estado provisório e será revitalizada após o período chuvoso, que tem previsão de durar cerca de quatro meses.    Limpeza Em relação à limpeza do local, a prefeitura informou que a retirada de mato e lixo já foi feita na quinta-feira, 7, por uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.   Perigo maior à noite Uma moradora do bairro, que pediu para não ter seu nome divulgado, afirmou que o local é ainda mais perigoso à noite.    “Já atravessei muito aqui no escuro, mas hoje não tenho mais coragem, pois está realmente muito perigoso. É muito mato e a falta de iluminação pública deixa o local ainda mais assustador. Esperamos que as melhorias que prometeram realmente aconteçam”.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave