Operação termina com seis detidos e 5t de produtos apreendidos

Uma funerária clandestina foi encontrada durante a operação, no local foram apreendidas armas, uma dela de uso restrito do Exército

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Seis pessoas foram presas e cinco toneladas de produtos sem nota fiscal foram apreendidos durante uma operação da Polícia Militar em parceria com a Secretaria de Atividades Urbanas (SAU) da Prefeitura de Juiz de Fora, na Zona da Mata, nesse domingo (10), em uma tradicional feira livre da cidade. O objetivo do trabalho era coibir o comércio irregular. De acordo com a assessoria da SAU, 200 policiais militares e cerca de 50 fiscais da prefeitura participaram da ação. Mais de 3.000 mídias piratas, entre CDs e DVDs, foram apreendidos, bem como 715 pacotes de cigarros sem nota fiscal. Produtos como tênis, camisas, sombrinhas e óculos de grau também foram apreendidos. No total, a apreensão somou cinco toneladas de material. Além disso, uma funerária clandestina foi descoberta em um galpão, em uma rua lateral a feira, que ocorre na avenida Brasil, no centro da cidade. Lá foram encontrados um revólver, um morteiro (arma utiliza pelo Exército), uma espingarda, uma besta (arma com a aparência de espingarda, com um arco de flechas acoplado no lado oposto da coronha, que projeta dardos) e dois veículos. Uma das pessoas encaminhado para a delegacia foi localizada dentro da funerária e foi conduzida por porte ilegal de arma. As demais são suspeitas de comercializar produtos sem nota fiscal. Ainda segundo a assessoria da SAU, a feira acontece todos os domingos e conta semanalmente com policiamento e ação de fiscais. Um lado da feira, onde se vende alimentos, é licenciado para a atividade e o outro lado tem apresentado o crescimento do comercial ilegal.