Ativistas presos são transferidos para São Petersburgo

Em nota, o Greenpeace informou que razão da transferência por trem dos 30 presos ainda é desconhecida

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Segundo o Greenpeace, os 30 ativistas que foram presos pelo governo russo, em setembro, começaram a serem transferidos de Murmansk para São Petersburgo. Apesar de ter sido divulgada há 10 dias, a transferência foi iniciado apenas na madruga desta segunda-feira, 11, sem aviso prévio. Entre os prisioneiros, está a brasileira Ana Paula Maciel. A organização ainda informa que o motivo pela transferência dos prisioneiros ainda não é clara. Segundo o Greenpeace, advogados dos ativistas foram até Murmansk na manhã desta segunda-feira para verificar as condições do local, mas encontraram apenas o aviso de que os presos estavam sendo deslocados, por trem, para São Petersburgo. Os ativistas foram presos no dia 19 de setembro após protestarem contra empresas petrolíferas do governo russo. A prisão preventiva expira no próximo dia 24, quando estes serão soltos ou terão a detenção prorrogada.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave