Inflação sobe na primeira semana de novembro puxada por alimentos

Na média, das sete capitais pesquisadas, o IPC-S subiu de 0,55% para 0,63% na passagem da última semana de outubro para a primeira semana de novembro

iG Minas Gerais | DA REDAÇAO |

RODRIGO CLEMENTE - 29.11.2007
Alimentos saem do posto de vilão e levam a queda de 0,20% no índice de preços
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), subiu em cinco das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) na primeira semana de novembro, na comparação com a última de outubro. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (11) pela instituição. Na média, das sete capitais pesquisadas, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) subiu de 0,55% para 0,63% na passagem da última semana de outubro para a primeira semana de novembro. No comunicado divulgado na sexta-feira (8), a FGV informou que a alta do IPC-S foi influenciada, principalmente, pelo aumento de preços dos alimentos, com destaque para as hortaliças e legumes. O comunicado da FGV mostra que entre as capitais, Recife foi a que registrou a maior inflação na primeira semana de novembro, ante a semana anterior. A taxa subiu de 0,35% para 0,58%. Depois vieram Brasília, de 0,43% para 0,64%; Salvador, de 0,51% para 0,71%; São Paulo, de 0,58% para 0,70%; e Rio de Janeiro, de 0,36% para 0,44%. Já em Belo Horizonte, a taxa passou de 0,60% para 0,38% e em Porto Alegre, de 0,85% para 0,79%.

Leia tudo sobre: economiaIPC-SinflaçãooutubroBrasil