Chuvas deixam mais de mil de pessoas desalojadas no RS

Até a tarde desta segunda-feira, 11, 16 municípios haviam comunicado algum tipo de problema relacionado a alagamento, granizo ou vendaval

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o fim de semana provocam estragos na Região Metropolitana de Porto Alegre e no interior. De acordo com a Defesa Civil do RS, até a tarde desta segunda-feira, 11, 16 municípios haviam comunicado algum tipo de problema relacionado a alagamento, granizo ou vendaval. Ainda segundo o órgão, ao menos 1.380 pessoas já tiveram que deixar suas casas no Estado. A maior parte das famílias diretamente atingidas pelas chuvas está em Quaraí, cidade da fronteira oeste do Rio Grande do Sul. Lá, 1.000 pessoas estão em residências de parentes ou amigos e outras 100 foram abrigadas em locais mantidos pelo poder público. "A cidade deve decretar estado de emergência ainda hoje", afirmou o sargento João Rodrigues, do Centro de Operações da Defesa Civil do RS. Os outros desalojados se concentram em Rosário do Sul, também no oeste do Estado, e em Porto Alegre. Só hoje, o volume acumulado de chuva na capital até o início da tarde era de 112 milímetros, segundo o escritório do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O volume é maior do que a média esperada para todo o mês de novembro, de 92,4 milímetros. Em Porto Alegre e nas outras cidades afetadas há congestionamentos, bairros alagados e zonas sem fornecimento de luz. As chuvas também dificultam o tráfego em algumas estradas. Na BR-116, por exemplo, que liga Porto Alegre à região do Vale dos Sinos, a Polícia Rodoviária Federal pede atenção aos motoristas devido aos trechos com pista molhada. Por enquanto as autoridades não têm registro de feridos em função dos temporais no Rio Grande do Sul. A previsão é de que continue chovendo pelo menos até esta terça-feira, 11.

Leia tudo sobre: chuvatempestaderio grande