Brasil tem a melhor do mundo

iG Minas Gerais |

Cinara Piccolo/Photo
Alessandra foi eleita melhor jogadora do mundo no ano passado
O foco principal do trabalho de Morten Soubak à frente da seleção brasileira feminina de handebol é a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. A expectativa é de um resultado ainda melhor do que o de 2012, até pela evolução que as jogadoras brasileiras devem apresentar até lá. A experiência das atletas fora do país é motivo de engrandecimento dos desempenhos dentro de quadra.   “Acho que muitos componentes ajudam na evolução do Brasil. O principal é que muitas meninas passaram a atuar na Europa e chegaram em clubes fortes, ligas importantes. São atletas em crescimento, que amadureceram e adquiriram bagagem. Essa mistura de realidades está dando certo e espero que possamos melhorar mais, continuar nossa meta de alcançar uma medalha olímpica ou um pódio mundial”, relata o treinador. Uma das peças mais importantes do elenco é Alessandra, considerada, em 2012, a melhor jogadora do mundo, desbancando outros grandes nomes do esporte mundial. “A Alê representa muita coisa para nós. É uma das mais experientes da seleção, totalmente esforçada no trabalho que faz. Está melhorando cada vez mais, mostrando para todo mundo que tem qualidade, que o Brasil também tem jogadoras que podem chegar longe. Nesse sentido, ela representa muito para nós. Ela é um exemplo para meninas e meninos mais jovens, que sonham em ir longe na carreira”, elogia o treinador.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave