Vitória bate Ponte em Campinas e ainda sonha com G4

O resultado manteve o time de Campinas na zona de rebaixamento e voltou a dar esperanças ao adversário baiano de ir para a Libertadores

iG Minas Gerais | agência estado |

O embalo da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro terminou neste domingo. Atuando no Estádio Moisés Lucarelli, com mais de 15 mil torcedores presentes, a equipe perdeu por 3 a 0 para a Vitória pela 34.ª rodada. O resultado manteve o time de Campinas na zona de rebaixamento e voltou a dar esperanças ao adversário baiano de ir para a Libertadores. A derrota colocou fim à sequência de quatro jogos sem perder da Ponte Preta. Até este domingo, a Ponte Preta vinha de duas vitórias (contra Vasco e Coritiba) e dois empates (contra Fluminense e Criciúma). O time campineiro segue na zona de rebaixamento, com 34 pontos, na 18ª posição. Já o Vitória é o sexto colocado, com 51 pontos. O time baiano está a apenas dois pontos do Botafogo, primeiro clube dentro do G4. O time de Ney Franco chegou ao seu quinto jogo consecutivo sem derrota, após vencer Fluminense, Botafogo e Coritiba e empatar com Corinthians e Portuguesa nas rodadas anteriores. Embalada pela vitória histórica na Copa Sul-Americana na última quinta-feira, esperava-se que a Ponte Preta conseguisse impor um futebol qualificado e dominasse o jogo empurrada pela sua torcida. Porém, quando a bola começou a rolar, o Vitória já tomou conta do jogo. Logo aos sete minutos, Ayrton cobrou falta com estilo e acertou o travessão de Roberto. A pressão do time baiano continuou e a Ponte estava perdida em campo, errando passes e não conseguindo chegar até a área adversária. Depois de tanto insistir pelas laterais, o Vitória conseguiu abrir o placar em um cruzamento. Danilo Tarracha recebeu livre do lado esquerdo e colocou a bola no meio da área. Renato Cajá desviou com a barriga e marcou o gol. Os que esperavam que a Ponte Preta acordasse após levar o primeiro gol se enganaram. Aos 26 minutos, o time baiano ampliou o placar. Em jogada bem trabalhada, o Vitória novamente chegou na lateral e após cruzamento a bola sobrou para o lateral Ayrton dentro da área. Ele olhou para o gol e chutou colocado no ângulo. A primeira chance da Ponte Preta apareceu somente aos 32 minutos. Elias recebeu dentro da área e chutou colocado, mas Wilson fez boa defesa. Quando parecia que o jogo se encaminharia para o intervalo com o resultado de 2 a 0, o Vitória marcou o terceiro. Após erro de passe de Fellipe Bastos no meio-campo, o time baiano armou um contra-ataque, Marquinhos invadiu a área e chutou cruzado. Após defesa de Roberto, Dinei concluiu para o gol vazio, aos 44 minutos. A Ponte Preta voltou mais ligada para o segundo tempo. Logo aos sete minutos, William recebeu na entrada da área, girou e ficou cara a cara com o goleiro Wilson. Na hora de finalizar colocado, preferiu o chute forte e a bola foi em cima do goleiro do time baiano. A resposta do Vitória veio aos 17 minutos. Marquinhos aplicou um bonito chapéu em cima de César e tocou para Renato Cajá. O meia levou a bola até o fundo e cruzou na cabeça de Marquinhos, que cabeceou fraco e jogou nas mãos de Roberto, que agarrou com facilidade. Disposta a diminuir o placar, a Ponte Preta continuou indo para cima do Vitória, mas não acertava a pontaria. Aos 27 minutos, Adrianinho cobrou o escanteio e Diego Sacoman subiu no terceiro andar, mas cabeceou a bola para fora. Aos 32 minutos, a Ponte Preta teve a melhor chance de diminuir o placar, mas Elias desperdiçou. A bola ficou quicando e o meia furou já dentro da pequena área. O Vitória conseguiu se segurar e saiu de campo com o triunfo. A Ponte Preta volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30, quando enfrentará o Goiás, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Já o Vitória pegará o Cruzeiro, às 21h50 da quarta feira, no Barradão, em Salvador. As partidas serão válidas pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Leia tudo sobre: futebolbrasileiro