Vasco conta com Maracanã lotado na luta contra queda

Técnico Adílson Batista já sinalizou que não fará nada de diferente, mas espera receber apoio de mais 50 mil vascaínos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

VASCO/DIVULGAÇÃO
Guiñazu é uma das esperanças dos torcedores para reerguer o Vasco
O maior aliado do Vasco para tentar derrotar o Santos, neste domingo, a partir das 19h30, no Maracanã, é a torcida. Os dirigentes do clube esperam que mais de 50 mil vascaínos compareçam ao estádio para incentivar o time na luta contra o rebaixamento no Brasileirão. Uma vitória neste domingo pode deixar o Vasco fora da zona de rebaixamento ao fim da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por isso mesmo, o jogo é encarado pelo técnico Adílson Batista e pelos atletas como uma verdadeira decisão. Com seu estilo mais "durão", o técnico disse que neste reta final de campeonato não adianta "tentar inventar nada" e que o mais importante é passar tranquilidade para o grupo. Assim, ele espera livrar o Vasco do rebaixamento. Adílson Batista confirmou Reginaldo no time titular e vai ter um banco de reservas repleto de reforços. O atacante André e o zagueiro Rafael Vaz, que estavam punidos pela comissão técnica acusados de mau comportamento, foram perdoados e reintegrados ao elenco. Estarão entre os suplentes. Também como opções para o decorrer da partida vão figurar dois nomes de peso, afastados há um longo tempo por causa de problemas médicos: o volante Guiñazu e o meia Bernardo. Adílson Batista deve dar oportunidade no segundo tempo a pelo menos um dos dois. Conta com a dupla para os jogos restantes e os considera fundamental para que o Vasco se livre do rebaixamento. Para Adílson Batista, o time está "equilibrado, organizado, com disciplina e com disposição" e que isso tudo vai ajudar na recuperação vascaína no Brasileirão.  

Leia tudo sobre: andrérafael vazadílson batistatecnicoguiñazubernardomeiavascosantosbrasileirãomaracanã