Fluminense joga sob enorme pressão contra Corinthians

Luxemburgo levou a equipe para Atibaia para fugir da torcida e da imprensa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

FLICKR/FLUMINENSE/DIVULGAÇÃO
Rafael Sóbis recebeu uma folga por conta da intensa rotina de jogos
Em queda livre no Campeonato Brasileiro, o Fluminense corre o risco de encerrar a 33ª rodada da competição na zona de rebaixamento. Para evitar isso, sem depender de outros resultados, precisa vencer o Corinthians, neste domingo, às 19h30, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP). O time passou a semana em Atibaia, também no interior de São Paulo, a fim de buscar tranquilidade e fugir da fúria da torcida, que prometia protestos na sede das Laranjeiras. O técnico Vanderlei Luxemburgo, alvo de dirigentes e de torcedores, ganhou uma palavra de apoio do presidente Peter Siemsen no domingo passado, quando o Fluminense perdeu para o Flamengo por 1 a 0, no Maracanã. Mas uma nova derrota neste domingo deve determinar a sua saída do clube. Luxemburgo, no entanto, mantém o otimismo e tenta passar confiança para o grupo. “Troco todos os títulos que já conquistei, e não foram poucos, para manter o Fluminense na primeira divisão. Se conseguirmos, vai ser o melhor título da minha carreira. E volto a dizer que não vou sair. Só se me mandarem embora”, declarou. O Fluminense deve manter o trio ofensivo que começou contra o Flamengo, com Biro Biro, Samuel e Rafael Sóbis no ataque. O time ainda não vai poder contar com Fred, que se recupera de contusão e pode reforçar a equipe somente nas duas semanas finais do Brasileirão.  

Leia tudo sobre: rafael sóbisbiro birofredsamuelluzemburgoatibaiafluminensetricolorlaranjeirascorinthiansbrasileirãosérie a