Inverno fresquinho

Com menos dias e muito trânsito, o Fashion Rio trouxe inspirações mais leves para o inverno 2014

iG Minas Gerais | Lorena K. Martins |

Agência Fotosite
Detalhe do look bicolor em camurça com aplicações de Patrícia Viera
Rio de Janeiro. Mais uma edição do Fashion Rio comandou a semana passada no Rio de Janeiro, entre os dias 6 e 9, apresentando as tendências para o inverno de 2014. O evento retornou ao Píer Mauá – na última edição o local escolhido foi a Marina da Glória – e já contou com alguns ajustes de última hora para se adequar ao calendário. A começar pelo line-up enxuto: 16 desfiles distribuídos em quatro dias de evento. A alteração no calendário pode confirmar o fato de a estação mais fria do ano não ser o forte de coleções que desfilam no Rio de Janeiro. Com o clima chuvoso, algumas dificuldades foram enfrentadas para conferir o evento. A minimaratona de desfiles precisou ter seu início adiado para às 20h30 – exceto sábado – por conta do trânsito no entorno do Píer Mauá e uma obra que dificulta o acesso de veículos. Mudanças à parte, o inverno 2014 do Fashion Rio começou com algumas observações consideráveis. Abrindo a temporada, Patrícia Viera começou o seu desfile de forma bem inusitada. No lugar de top, quem apareceu primeiro na passarela foi a americana Chris Griscom, guru espiritual da própria estilista, que “abençoou” a passarela. Com a coleção inspirada no Novo México, o couro – DNA da marca – veio repleto de estampas florais, pinturas feitas à mão e bordados – confeccionados em parceria com a mineira Vivaz – desfilaram na passarela em cores vivas, como o rosa e amarelo-néon – quase possível de confundir com uma típica coleção de verão. Já Alessa apresentou uma coleção de alfaiataria pura, bem pequena – menos de 20 looks– , neutra e numa cartela de cores inspirada em “50 Tons de Cinza”, sem direito ao conhecido show de dança à parte da estilista no final da apresentação, já que Alessa Migani foi proibida de ir por causa da gravidez de quatro meses. Os aplausos intensos ficaram para o mineiro Victor Dzenk. Poucas semanas após desfilar no Minas Trend, o estilista encontrou fôlego para a sua coleção inspirada em um mix de referências, incluindo a cultura islâmica, a Art Déco e o rock dos anos 80. Depois de três anos longe do Fashion Rio, Dzenk levou sua moda festa, bordados minuciosos, veludo e transparência para as mulheres. A alfaiataria, uma de suas marcas registradas, deixou apenas para o lado masculino. E, como manda o figurino de uma tradicional semana de moda carioca, famosos dividiram a passarela com o casting de modelos. A campeã ficou para a Coca-Cola jeans – a antiga Coca-Cola clothing – que levou Kaiky Brito, Isabelle Drumond e Bruna Marquezine.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave