Polícia acredita que 10 mil pessoas podem ter morrido durante tufão

Até o início desta manhã, Cruz Vermelha confirmava 1.200 óbitos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O supertufão “Haiyan”, que atingiu as Filipinas nessa sexta-feira (8), pode ter matado cerca de 10 mil pessoas. A informação foi divulgada pela polícia local. No entanto, com base no relatória da Cruz Vermelha, foram contabilizados 1.200 mortes. Haiyan foi um dos maiores tufões já registrados no planeta. Agentes meteorológicos afirmam que o tufão Haiyan provocou ventos de 235 quilômetros por hora, e rajadas de 275 quilômetros por hora. Mais de 125 mil pessoas foram evacuadas de cidades e vilarejos pelos quais o tufão passaria. Entre eles, estavam milhares de residentes de Bohol que estão acampados desde que um terremoto de magnitude 7,2 na escala Richter atingiu a região.

Leia tudo sobre: TUFÃOFILIPINASMORTOS