Palmeiras vence e fica a um ponto do título da Série B

Vitória larga sobre o Joinville deixa o Verdão isolado na ponta da tabela, com 11 pontos a mais que a Chapecoense, segunda colocada

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Cristiano Andujar/VIPCOMM
Palmeiras está invicto há dez jogos na Série B, sendo nove vitórias e um empate
Apenas uma questão matemática parece impedir o Palmeiras de ser decretado como campeão da edição de 2013 da Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, mesmo sem ser brilhante, o time teve uma atuação segura e conquistou mais uma vitória na divisão de acesso ao derrotar o Joinville por 3 a 0, no Estádio do Pacaembu, em partida válida pela 34ª rodada. O triunfo levou o Palmeiras aos 73 pontos, na liderança da Série B, e com uma vantagem de 11 para a Chapecoense, a segunda colocada. Assim, basta ao time paulista empatar com o Paysandu na próxima terça-feira, às 21h50 (horário de Brasília), para conquistar o título da divisão de acesso, o segundo da história do clube, que também foi campeão em 2003. O Joinville, por sua vez, sofreu um revés na sua luta pelo acesso à elite do futebol brasileiro. O time do interior de Santa Catarina desperdiçou a chance de entrar no grupo dos quatro primeiros colocados e permanece com 52 pontos, na sétima colocação. A equipe vai buscar a reabilitação na próxima terça, quando vai receber o Oeste na Arena Joinville, às 19h30. O JOGO - Com o acesso para elite do futebol brasileiro garantido o Palmeiras atuou em ritmo lento neste sábado no Pacaembu, mas mesmo assim não chegou a ser ameaçado pelo Joinville, que atuou fechado na partida, em busca de um contra-ataque perigoso que nunca apareceu. E o grande destaque do jogo foi Valdivia, que deu passe para os dois primeiros gols do time paulista. Sem Alan Kardec, o técnico Gilson Kleina tentou apostar em um Palmeiras mais veloz, com a movimentação de Valdivia, Vinicius e Leandro no setor ofensivo, além de dar bastante liberdade ao lateral-esquerdo Juninho. A estratégia porém, não surtiu muito efeito no começo do jogo, com poucos lances perigosos. As principais jogadas do Palmeiras saíam dos pés de Leandro e Valdivia, mas o time não conseguiu ameaçar efetivamente a defesa do Joinville. Assim, o time conseguiu abrir o placar da partida aproveitando um vacilo da defesa da equipe catarinense. Aos 22 minutos, Márcio Araújo roubou a bola na intermediária e passou para Valdivia. O chileno tocou para Leandro, que finalizou rasteiro, com a bola entrando no canto direito da meta defendida por Ivan. Em vantagem, o Palmeiras diminuiu o ritmo e quase sofreu o gol de empate. Aos 31 minutos, Wellington Bruno recebeu a bola na grande área após cobrança de lateral e bateu forte. Mas o goleiro Fernando Prass, no reflexo, fez uma grande defesa para manter o seu time com a vantagem, que foi mantida até o final de um primeiro tempo disputado em ritmo lento. Na etapa final, cada time voltou com uma alteração. Gilson Kleina substituiu Ananias por Vinicius no Palmeiras, enquanto o Joinville trocou o volante Augusto Recife pelo atacante Kim, em uma tentativa de dar mais força ao seu setor ofensivo. Mas o panorama do duelo não se alterou. O ritmo morno da partida só mudou aos dez minutos, quando Leandro, já com cartão amarelo, foi expulso após cometer falta dura em Wellington Bruno. Mas nem a vantagem numérica levou o Joinville a adotar uma postura mais ousada em campo, mesmo que o time precisasse pontuar para seguir forte na luta pelo acesso. A expulsão levou Kleina a promover a entrada do volante Renatinho, com a intenção de resguardar a defesa palmeirense, enquanto o Joinville apostou na velocidade de Clebinho para arrancar o empate. Mas foi o Palmeiras que voltou a marcar, em mais um lance com a participação decisiva de Valdivia. Aos 24 minutos, o meia chileno deu um belo passe para Juninho. O lateral recebeu a bola no lado esquerdo da grande área do Joinville e tocou para as redes. Com tranquilidade, o Palmeiras controlava a partida e ainda chegou ao seu terceiro gol aos 42 minutos, numa jogada que teve a participação dos três jogadores que entraram durante o segundo tempo: Serginho, Renatinho e Ananias. Ananias fez bela jogada pela direita e cruzou na área. Henrique ajeitou de calcanhar para Renatinho, que chutou colocado. A bola bateu na defesa do Joinville e sobrou para Serginho, que chutou forte para fazer 3 a 0, definindo mais uma vitória do Palmeiras na Série B. FICHA TÉCNICA: PALMEIRAS 3 x 0 JOINVILLE PALMEIRAS - Fernando Prass; Wendel, Henrique, André Luiz e Juninho (Serginho); Márcio Araújo, Marcelo Oliveira, Wesley (Renatinho) e Valdivia; Vinícius (Ananias) e Leandro. Técnico: Gilson Kleina. JOINVILLE - Ivan; Eduardo (Clebinho), Sandro, Rafael e Rafinha; Augusto Recife (Kim), Marcus Vinícius, Marcelo Costa e Diogo Oliveira; Wellington Bruno e Edigar Júnio (Ronaldo). Técnico: Sergio Ramirez. GOLS - Leandro, aos 22 minutos do primeiro tempo, Juninho, aos 24, e Serginho, aos 42 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Valdivia (Palmeiras); Eduardo, Clebinho, Sandro e Marcus Vinicius (Joinville). CARTÃO VERMELHO - Leandro (Palmeiras) ÁRBITRO - Rodrigo Nunes de Sá (RJ). PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis. LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Leia tudo sobre: palmeirasserie bfutebollidercampeao