PM procura grupo suspeito de invadir fazenda e faz reféns 11 reféns

O que chamou a atenção da policia é que os criminosos procuravam por um veneno usado em lavouras

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

A Polícia Militar (PM) de Paracatu, na região Noroeste do Estado está ás procura de um grupo suspeito de ter entrado em uma fazenda que fica às margens da rodovia MG-188, na noite dessa sexta-feira (8) e feito 11 pessoas como reféns. O que chama a atenção da policia é que os criminosos procuravam por um veneno usado em lavouras. Em depoimento a PM, o caseiro da fazenda, João Alessandro Farias, informou, que o grupo invadiu o imóvel por volta de 21h30. Os criminosos bateram na casa do caseiro e informaram que era a polícia. Como ninguém abriu a porta, eles invadiram a residência e bateram na cabeça do caseiro. Em seguida, pediram que o funcionário mostrasse onde o dono do imóvel escondia o veneno usado em lavouras. Depois disso, Farias, a esposa e os dois filhos foram levados para o alojamento. Enquanto alguns criminosos ficavam com a família, outros seguiram para a casa dos proprietários. Lá renderam o dono do imóvel, a esposa dele, um filho e os três netos. Uma das vítimas, conseguiu pular a janela da casa, em um momento de distração dos bandidos, e acionar a polícia pelo celular. No local, militares avistaram os criminosos deixando a fazenda em um Fiat 147. Ao perceber a ação da PM os suspeitos fugiram por uma lavoura de feijão e até às 17h deste sábado (9) eles estavam foragidos. Os bandidos conseguiram levar dois celulares e R$ 1.930. Os reféns não ficaram feridos. Na delegacia, a esposa do caseiro informou que um dos suspeitos já conhecia o interior da fazenda. Isso por que a todo momento ele informava em que lugar as câmeras de monitoramento capturavam a imagem e onde estava fora do alcance.  A Polícia Civil irá investigar o caso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave