Muricy vê vantagem por duelo brasileiro na semifinal

São Paulo irá encarar a Ponte Preta, que surpreendeu o argentino Vélez Sarsfield; treinador destacou importância de ausência de viagens longas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

SITE OFICIAL/REPRODUÇÃO
Rogério segue prestigiado com Muricy Ramalho no comando tricolor
O técnico Muricy Ramalho acredita que foi bom para o São Paulo jogar as semifinais da Copa Sul-Americana contra a Ponte Preta, porque poderá evitar o desgaste que teria caso o confronto fosse no exterior. O confronto entre os dois times brasileiros, para definir um finalista da competição, está previsto para acontecer nos dias 20 e 27 de novembro. "Foi bom para a gente e pra eles, porque os dois estão brigando psra subir na tabela do Brasileiro e, assim, não precisam fazer viagens longas", argumentou Muricy, ao comentar nesta sexta-feira sobre a classificação da Ponte Preta, conseguida na noite anterior diante do Vélez Sarsfield - o São Paulo tinha garantido a vaga na quarta, contra o Atlético Nacional. Inicialmente, o São Paulo enfrentaria o Libertad nas semifinais, mas, como passaram dois clubes brasileiros, a chave da Sul-Americana é mudada automaticamente para evitar que os finalistas sejam de um mesmo país. Assim, o adversário são-paulino será a Ponte Preta, enquanto o time paraguaio jogará contra o Lanús, da Argentina, para definir a outra vaga na final. Mas Muricy alertou que, mesmo com a vantagem de não precisar viajar para fora do Brasil, o São Paulo terá dificuldades contra a Ponte Preta. "Acho que essa é a única vantagem mesmo, porque será tão difícil quanto o Libertad. Essa competição tem jogos duros, como foram os anteriores. Então, de qualquer forma, é uma partida complicada", completou o treinador.