Mosaico de histórias estimula a reflexão

Intervenções teatrais da Cia. Crônica acontecem nas feiras do Eldorado no sábado (8), e do bairro Amazonas no domingo (9), a partir das 10h

iG Minas Gerais |

Uma junção de pequenas histórias apresentadas no meio de tantas outras pessoais,  do cotidiano de cada um de nós. É assim que o espetáculo “Mosaico”, performado de forma independente pela Cia. Crônica de Teatro, chega ao público, trazendo intervenções no espaço coletivo por meio de pequenos enredos de reflexão da sociedade. Neste fim de semana, a Cia. Crônica realiza duas apresentações na cidade. A primeira, no sábado (9), acontece a partir das 10h, na feira de artesanato do Eldorado. Já a segunda intervenção, no domingo (10), ocorre na feira do bairro Amazonas, também às 10h. A narrativa contida em cada uma das cenas de “Mosaico” reflete as contradições de acontecimentos tidos como comuns no cotidiano, propondo reflexão de maneira leve e bem-humorada. São histórias como a do operário João. Ele, que passa toda a vida esperando novas gratificações pelo seu trabalho, mas sempre recebe cortes em seus benefícios, tenta de certa forma interpretar a situação como normal – uma forma de evitar o sofrimento. Outra história é a da lavadeira que vem para a cidade grande tentar uma vida melhor. Ela acaba indo viver num lixão, mas recebe uma ordem de despejo. A cena se desenvolve com um questionamento sobre o direito de viver em um pedaço de terra, mesmo que seja o resto. São enredos, que, se refletidos, se aproximam de várias situações que vemos, e muitas vezes vivemos, mas que na maioria das vezes tratamos como normais – para talvez, como João, não sofrer. Todas as histórias são narradas e interpretadas por Jessé Duarte, que interpreta, executa canções e manipula objetos para compor um ambiente lúdico, leve e bem-humorado. Apesar do cargo social e da seriedade dos assuntos abordados, o ator busca, juntamente com a diretora do espetáculo, Daniela Graciere, um efeito contrário ao já esperado. A proposta dos artistas é causar interferência no meio urbano, criar um ambiente contraditório, no qual o público possa estranhar a própria realidade naturalizada cotidianamente. Teatro de rua A Cia. Crônica atua em Contagem desde 2009, ocupando praças, parques e espaços públicos com apresentações, oficinas, debates e experimentos cênicos diversos. Devido à falta de espaço próprio, o grupo realiza seus ensaios em praça pública e em feiras cobertas. O que os artistas entendem como possibilidade estética para uma prática de criação e de contato direto com o público. Sempre realizando intervenções urbanas, a Cia. Crônica já prepara outro espetáculo, também de rua, com previsão de estreia em 2014.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave