Câmara discute meio passe

Em audiência pública com estudantes, vereadores da cidade discutiram a implantação do meio passe estudantil em Contagem, uma reivindicação antiga da população

iG Minas Gerais |

Nesta quinta (7), aconteceu na Câmara Municipal de Contagem, a segunda audiência pública sobre o meio passe estudantil. Na ocasião, foi discutida a implantação do benefício para os estudantes da rede pública e privada da cidade. Organizado pelo projeto Rumo Certo, com o apoio do presidente da comissão externa de educação vereador Alex Chiodi e, também, da vereadora Silvinha Dudu, o encontro reuniu dezenas de estudantes que cobraram o cumprimento da implantação do meio passe estudantil em Contagem – uma promessa de campanha do prefeito Carlin Moura. “A discussão sobre o meio passe para os estudantes em Contagem vem de longa data, mas fomos levados a acreditar que seria solucionada neste governo. Entretanto, nem se quer fomos recebidos desde a realização da primeira audiência”, desabafou o ex-presidente da UMES e integrante do projeto Rumo Certo Warley de Freitas. Durante o seu discurso, o vereador Alex Chiodi manifestou apoio aos estudantes e colocou a comissão de educação à disposição para ajudar nas negociações. “Esperamos alcançar novos avanços nessa reivindicação ”, afirmou. Além do benefício do meio passe estudantil, os jovens também exigem melhoria na qualidade do transporte público de Contagem e na estrutura das unidades da Funec. “Não adianta o governo só abrir a Funec, tem que dar condições para as pessoas estudarem. O prefeito é jovem e por isso acredito que encontrará a melhor forma de atender a essa reivindicação”, explicou Chiodi. De acordo com a Secretaria Municipal de Governo desde a primeira audiência realizada na Câmara sobre o assunto, a prefeitura tem realizado estudos sobre a viabilidade da implantação do Meio Passe Estudantil. Segundo a administração municipal, o principal problema é de onde será retirado o recurso para o investimento. A isenção do ISSQN, conforme foi sugerido pelo estudante Warley de Freitas, é uma opção mas não é a garantia. Ainda afirmou que a comissão formada na audiência anterior será restabelecida e, juntamente com uma comissão formada pelo governo irão apresentar um relatório final sobre a questão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave