Quando o corpo chega ao limite “Não recomendo o uso para ninguém”

Especialistas alertam para os males que os anabolizantes fazem para o fígado e o coração

iG Minas Gerais | Aline Reskalla / Raquel Sodré |

INSTAGRAM / REPRODUCAO -
Superação. A campeã do BBB 11, Maria, se recupera de cirurgia para retirada de parte do fígado
Quando a campeã do Big Brother Brasil (BBB) 11, Maria Melilo, surpreendeu a todos ao revelar, na última terça-feira, que precisou retirar quase 70% do fígado por causa de um câncer provavelmente provocado pelo uso de anabolizantes, como ela mesmo admitiu, o país se voltou mais uma vez para um problema que não para de fazer vítimas.   Muitos não se lembram da tricampeã brasileira de fisiculturismo Lúcia Helena de Jesus, que teve a vida interrompida precocemente aos 33 anos, em 1996, por causa do uso contínuo de esteroides. Mas um caso recente também ganhou os holofotes: a internação do cantor Netinho, 46, em junho, na UTI do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com hemorragia grave no fígado. Vários especialistas atribuiram a causa do problema ao uso dessas substâncias. O endocrinologista Geraldo Santana explica que o corpo humano precisa eliminar tudo de estranho que é ingerido, e o responsável por essa função é o fígado. É o que ocorre no caso dos anabolizantes, metabolizados pelo órgão. “Quem utiliza essas substâncias com fins estéticos costuma tomar doses muito altas. Essa sobrecarga causa lesões no fígado que, em alguns casos, não consegue processar a superdose”, explica. O presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia em Minas Gerais, Paulo Augusto Carvalho Miranda, acrescenta que tratam-se de lesões hepáticas repetitivas. “Não existem estudos relacionando os anabolizantes ao câncer de fígado, mas sabemos que essas lesões crônicas podem acabar evoluindo para um câncer”. Ele explica que o usuário também pode ter hepatite fulminante e desenvolver cirrose. Geraldo Santana acrescenta que nem todas as pessoas que fazem uso da substância terão problemas hepáticos, pois uma predisposição genética conta muito. E alerta, no entanto, que esse não é o único mal dos anabolizantes. Concorda com ele Paulo Augusto Miranda. “O uso crônico está relacionados ao maior índice de doenças cardiovasculares. Temos vários exemplos de esportistas que acabaram tendo sua vida encurtada pelo uso de anabolizantes. É grande o risco de infartos do miocárdio e anginas”. Limite. O professor de educação física e gerente de academia Adail Lopes, 38, lembra que o corpo tem um limite. “Mulher, principalmente famosa, busca aquele corpo perfeito que muitas vezes não é dela. E o fígado é o primeiro órgão a sentir, pois é onde a substância é metabolizada”, afirma. Lopes alerta que, além do mal que faz para a saúde, o uso de anabolizantes pode causar dependência. E os resultados, efêmeros, se perdem com a mesma velocidade com que aparecem. “As pessoas devem estar ligadas à atividade física como qualidade de vida. A estética é um presente, uma consequência. E a estética alcançada com anabolizantes não é sadia porque você vai conseguir em um mês o que não conseguiu em anos. Da mesma forma que o resultado vem, ele vai embora”, afirma. O professor explica que, se a pessoa alcança seus objetivos com treino e orientação adequados, adquire um histórico de qualidade muscular. Mesmo parando de malhar por um tempo, pode até engordar, perder músculo, mas quando voltar a treinar, vai obter um resultado rápido. “Isso porque foi construído um histórico saudável. E hoje existem a alimentação adequada e os suplementos naturais que vão ajudar na busca desse resultado sem exageros”. Rio de Janeiro . Em recuperação de uma cirurgia agressiva que retirou 70% do seu fígado, na última segunda-feira, Maria Melilo ontem já caminhava pelos corredores do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e fazia alguns exercícios. A celebridade passou dois dias na UTI e foi transferida para um quarto na noite de quarta-feira. Ontem, o empresário de Maria, disse que ela já deu início à fisioterapia. “Começou ontem. Nesse tipo de cirurgia que ela fez, tem que caminhar para voltar tudo ao normal. Maria está contente, feliz. Está dando tudo certo", disse ele. Segundo Nogueira, a ex-BBB deve ter alta no fim de semana. Vencedora da 11ª edição do Big Brother Brasil, Maria Melilo deu entrevistas, após a cirurgia, nas quais admite o uso de anabolizantes e diz acreditar que isso tenha contribuído com a evolução da doença. “Estou me sentindo bem, minha recuperação está rápida e me sinto melhor com o passar do tempo. Acredito que o uso de anabolizantes pode ter contribuído para a doença. De qualquer forma, não recomendo o uso a ninguém”, afirmou. Por e-mail, a ex-BBB ainda aconselhou os jovens que desejam ter um corpo malhado que o melhor é apostar em exercícios e dieta balanceada. “Não podemos colocar a vaidade na frente da saúde”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave