Vudu e comparsas são detidos depois de post sobre drogas no Facebook

Quadrilha foi batizada pelos integrantes pelo nome de "A Firma"; entre os suspeitos estão dois menores

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Civil de Presidente Olegário, no Noroeste de Minas, desarticulou, nesta sexta-feira (8), uma quadrilha que controlava o tráfico de drogas na cidade. Ao todo, doze pessoas, sendo dois adolescentes e três mulheres, foram detidas após uma investigação da corporação na página de dois traficantes no Facebook. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Vinícius Volf Vaz, as investigações começaram há quatro meses. “Através de denúncias anônimas, descobrimos que dois suspeitos que eram responsáveis por uma associação criminosa do município estavam se exibindo pelas redes sociais. Eles colocavam fotos de armas, além de fazerem apologia ao uso de drogas”, explicou o delegado. Ao mesmo tempo em que monitoravam as páginas da dupla, policiais fizeram contato com alguns usuários de drogas e conseguiram identificar os números utilizados pelo grupo. Depois de escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, os suspeitos foram localizados. Os primeiros homens presos foram os principais traficantes, identificados como Kesley Jeysomar Kate, conhecido pelo apelido de Kate, e Doglas Pereira, o Bodinho. A mulher de Pereira e o cunhado, conhecido como Vudu, também foram detidos. “Com o grupo conseguimos localizar R$ 3.000, maconha, cocaína, nove celulares e duas espadas”, afirmou Vaz. Ainda segundo o delegado, os criminosos acompanhavam a frequência da Polícia Militar, mas os rádios usados não foram localizados. Os bandidos foram levados para a delegacia da cidade.

Leia tudo sobre: presidente olegáriodrogasquadrilha