Snowden usou senha de colegas para obter arquivos confidenciais

Ex-analista teria convencido cerca de 25 colegas do centro de operações a passar as informações. A NSA iniciou uma investigação sobre as atividades de Snowden

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Associated Press
Edward Snowden, que revelou esquema de vigilância, está em aeroporto russo desde junho
Parte do material secreto coletado por Edward Snowden dos arquivos da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) foi acessado com o uso de logins e senhas fornecidos involuntariamente por seus colegas de trabalho, informa o site da agência Reuters. Snowden divulgou detalhes sobre vários programas de vigilância norte-americanos a alguns jornalistas e provocou um dos maiores escândalos de espionagem dos últimos tempos. O ex-analista terceirizado da NSA teria convencido entre 20 e 25 de seus colegas do centro de operações no Havaí a passar as informações dizendo a eles que precisava dos logins e senhas para fazer seu trabalho como administrador do sistema. Dessa forma, ele obteve acesso a informações que, de outra forma, teriam sido inacessíveis a ele, afirmou uma fonte à agência. A NSA iniciou uma investigação criminal sobre as atividades de Snowden, mas fontes disseram à Reuters que a avaliação das ações do ex-analista é demorada, porque ele conseguiu ofuscar alguns vestígios eletrônicos sobre como acessou os registros da agência. Por esta razão, o governo norte-americano não sabe a quantidade de dados que o ex-analista copiou.

Leia tudo sobre: espionagemsnowdennsa