Ministro egípcio anuncia novas eleições no país para 2014

País vem sofrendo com crises internas há mais de 2 anos e está com sua base política desestruturada desde junho de 2012

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ministro das relações exteriores do Egito, Nabil Fahmy, anunciou hoje, em Madri, que as eleições presidenciais e parlamentares do país devem ocorrer entre fevereiro e março de 2014. O país, que vem sofrendo com crises internas há mais de 2 anos, está com sua base política desestruturada desde junho de 2012, quando a suprema corte egípcia dissolveu o parlamento. Na última quarta-feira, a justiça egípcia negou o apelo da Irmandade Muçulmana para que os atos e atividades da organização pudessem ser novamente legalizados. A decisão provocou manifestações em todo o Egito. Desde a intervenção das Forças Armadas, que depuseram o ex-presidente Mohamed Morsi em julho deste ano, o clima de tensão no país está em alta. O pronunciamento de Fahmy deve baixar as especulações de que o governo militar não sairá do governo e deixa otimistas os analistas que acreditam em um retorno à política democrática no Egito.  

Leia tudo sobre: egitoirmandade muçulmanagolpe militar