Companhias aéreas farão comunicado sobre voos na Copa

As empresas explicarão as iniciativas de ajuste das malhas aéreas para atender ao público da Copa do Mundo de 2014

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As companhias aéreas devem iniciar nesta sexta-feira, 08, uma ação mais direta junto aos consumidores para explicar que os voos disponíveis atualmente para o período da Copa do Mundo ainda não correspondem exatamente à oferta existente durante a competição. Poderão ocorrer alterações de horários de voos, criação de novas frequências ou rotas, ou até mesmo o cancelamento temporário de voos menos procurados, provavelmente para destinos que não estão diretamente relacionados com o torneio. Por meio de informações postadas em seus sites, as empresas explicarão as iniciativas de ajuste das malhas aéreas para atender ao público da Copa, informou a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne as principais companhias do País - Avianca, Azul, Gol e TAM. Essa ação de comunicação foi acordada na semana passada, durante reunião da entidade com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e outros órgãos do governo federal. As malhas aéreas das companhias durante a Copa do Mundo serão concebidas após a realização do sorteio final dos grupos do torneio, que está marcado para o dia 6 de dezembro. A partir daí as empresas deverão estimar quais serão as rotas mais procuradas em razão da sequência dos jogos das seleções, avaliando especialmente as que mobilizam mais torcedores, e planejarão suas malhas para o período da competição. Os planos ainda deverão ser submetidos à aprovação das autoridades. Por isso, a estimativa das companhias é de que os bilhetes adicionais que devem ser oferecidos só serão comercializados a partir do início de 2014. A Abear lembra que os passageiros que já tenham adquirido passagens ou que ainda venham a comprar bilhetes, mesmo para outros destinos que não diretamente envolvidos com a Copa, podem ser afetados e, nesses casos, serão informados individualmente e com antecedência, recebendo orientações quanto às alternativas disponíveis.

Leia tudo sobre: copa2014vooscompanhiasaereas