Renato defende seu trabalho após eliminação do Grêmio

Treinador abriu mão do título nacional, mas exaltou a campanha do Tricolor tanto na Copa do Brasil quanto no Brasileirão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Site oficial/Divulgação
Renato Gaúcho recebeu várias críticas pela formação colocada em campo diante do Coxa
O técnico Renato Gaúcho defendeu o seu trabalho à frente do Grêmio e o elenco sob o seu comando após a eliminação da equipe nas semifinais da Copa do Brasil ao empatar por 0 a 0 com o Atlético-PR, na noite de quarta-feira, em Porto Alegre. Para ele, o time gaúcho já superou as expectativas iniciais neste ano ao realizar boas campanhas no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. "Diziam que o Grêmio ia lutar para não cair. Esse time chegou em uma semifinal da Copa do Brasil e está em terceiro no Brasileiro. Não vamos ser campeões brasileiros ou da Copa do Brasil, mas para um grupo que ia cair, acho que não é tão ruim", disse. Renato, inclusive, citou o técnico anterior do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo, que não lutou por títulos nacionais no comando da equipe. "Estou aqui há quatro meses. O treinador anterior, que é meu amigo, disputou quantos campeonatos? Quantos grupos montou? Ninguém vai diminuir a grandeza do Grêmio", afirmou. Para ele, o time foi superior ao Atlético-PR na partida de quarta, mas não teve sorte e falhou nas finalizações, o que provocou a eliminação. "A bola teimosamente não quis entrar", comentou. Fora da Copa do Brasil, o Grêmio agora volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro, em busca de uma vaga na Libertadores. Em terceiro lugar, o time vai enfrentar o Cruzeiro domingo, no Mineirão, pela 33ª rodada.

Leia tudo sobre: gremiorenato gauchotecnicofutebol