Seedorf diz não entender ambiente turbulento e pessimismo no Botafogo

Para meia holandês, os jogadores não podem entrar em campo com o sentimento de que podem decepcionar os torcedores

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Satiro Sodre / Botafogo
Seedorf prolongou estadia na Europa e voltou ainda mais magro do que duas semanas antes
Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, no Engenhão o craque Seedorf disse não entender a razão de um pessimismo exagerado das pessoas no Botafogo. Frisou que o time está entre os quatro melhores do Brasileirão desde a quinta rodada da competição e nem isso foi suficiente para passar confiança principalmente aos torcedores. Para o meia holandês, o atual grupo é comprometido e aplicado e não pode responder pelo fracasso de outros que vestiram a camisa do Botafogo no passado. Ele lembrou de um pedido que lhe foi feito quando de sua contratação. "Quando eu cheguei me pediram para transformar o Botafogo, que eu ajudasse o clube com injeção de otimismo. Creio que estou ajudando. Este grupo é diferente. Passamos por muita coisa internamente e superamos tudo com união", declarou Seedorf. Para Seedorf, os jogadores não podem entrar em campo com o sentimento de que podem decepcionar os torcedores. "Temos de enfrentar os últimos seis adversários com tranquilidade, pensando jogo a jogo", disse o jogador. E o primeiro desses desafios é no domingo, diante do Internacional, em Caxias do Sul (RS), pela 33ª rodada do Brasileirão.