Independência recebe prazo para adequações à pessoas com deficiência

O América, o Governo Estadual e a BWA vão ter prazo de seis meses para sanar os problemas como a falta de sinalização nos acessos ao estádio

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

ASSESSORIA DE IMPRENSA/AMÉRICA/DIVULGAÇÃO
Gigante do Horto receberá a Nigéria, México e um dos semifinalistas da Copa das Confederações
Atendendo a um pedido feito pelo Ministério Público de Minas Gerais  em Ação Civil Pública proposta em agosto deste ano pelo promotor de Justiça Rodrigo Filgueira de Oliveira, a juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Belo Horizonte, Lilian Maciel Santos, estipulou o prazo de 180 dias para que os administradores da Arena Independência façam as adequações necessárias ao pleno acesso de pessoas com deficiência ao estádio. O América, o Governo Estadual e a BWA vão ter esse prazo de seis meses para sanar os problemas como a falta de sinalização nos acessos ao estádio, falta de sinalização nas vagas de estacionamentos, falta de sinalização tátil nos degraus das escadas e nos corrimãos, plataformas de acesso sem o símbolo internacional de acessibilidade e falta de sinalização nos setores de arquibancada. A Arena Independência passou por vistoria pela última vez no dia 9 de abril deste ano. Naquela oportunidade, o setor técnico do Ministério Público observou problemas nas escadas, estacionamento, rampas de acesso, elevadores, arquibancadas, banheiros, lanchonetes, bilheterias e bebedouros.