Comida provoca protesto de operários do Allianz Parque

Trabalhadores se queixaram da fornecedora de alimentação após alguns passarem mal, alegando que comeram algo estragado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

REPRODUÇÃO/NOVA ARENA PALESTRA
Nome favorito da diretoria e do ex-goleiro Marcos, Allianz Parque recebeu 89% dos votos
Um grupo com cerca de 100 operários das obras da Allianz Parque, futuro estádio do Palmeiras, organizou um protesto na manhã desta quinta-feira contra a empresa responsável pelo fornecimento da alimentação para os trabalhadores. Eles alegam que alguns companheiros passaram mal na última quarta-feira porque comeram algo ruim durante um intervalo do expediente no local. O protesto começou por volta das 8 horas da manhã e os manifestantes levaram um carro de som para a rua Padre Antônio Tomás, em uma das entradas da obra. O movimento fez com que a CET (Companhia de Engenharia do Tráfego) fechasse o trânsito na via para evitar maiores confusões. A reportagem entrou em contato com a WTorre e a construtora comunicou que o acordo com a empresa de alimentação já foi cancelado. Uma nova responsável por distribuir as refeições aos operários diariamente já está sendo providenciada, de acordo com representantes da Wtorre. A WTorre deve se manifestar oficialmente sobre o assunto ainda nesta quinta-feira. O Palmeiras acredita que a sua nova arena será entregue no fim de abril, conforme cronograma da construtora. Por isso, a rapidez em solucionar o problema.

Leia tudo sobre: palmeirasAllianz Parqueestadiofuncionariosprotestos