Histórias reais

iG Minas Gerais | Juliana Siqueira |

Entre as tarefas diárias, as visões estereotipadas dos outros, as exigências dos patrões e, até mesmo, uma certa invisibilidade social, as empregadas domésticas constroem sonhos e histórias capazes de produzir relatos originalmente ricos. E, se é assim, transportar essas narrativas para os palcos pode significar muito mais do que um simples retrato de hábitos e costumes. É justamente isso o que mostra o espetáculo “Domésticas”, em única apresentação em Belo Horizonte, neste domingo (10), no shopping Del Rey. A matéria-prima são os sentimentos dessas profissionais, que foram relatados aos autores Renata Melo e José Rubens Siqueira, em depoimentos reais colhidos no final da década de 1990. De lá para cá, essas histórias ganharam duas montagens nos palcos (a primeira é de 1998) e foram parar nas telas dos cinemas em um filme adaptado e dirigido pelo cineasta Fernando Meirelles, em 2001. Apesar de muitos anos terem se passado, a atriz Cacau Protásio, uma das protagonistas, garante que o que se vê nos palcos é atemporal. “O texto é atual. Há coisas que não mudam”, diz ela, que ficou conhecida do grande público como a doméstica Zezé, da novela global “Avenida Brasil”. Junto aos atores Ana Paula Sant’Anna, Alexandre Lino e Hossen Minussi, Cacau compartilha com o público as histórias das domésticas. Não há uniformes, espanadores, panos de prato ou qualquer outro tipo de material que possa trazer uma visão pré-concebida acerca delas. “Quando soube que não haveria caracterização, foi difícil. Cheguei a pensar que ensaiaria por dois dias e não conseguiria fazer. Mas nós conseguimos retratar os sentimentos delas. Se a gente acreditar no que está falando e houver respeito, as coisas dão certo”, diz. Celebrando um ano de peça, Cacau afirma que o universo conspirou a favor dela. “Eu já havia visto o filme e sonhava estar um dia no elenco dessa peça. O filme me chamou a atenção por ser sensível, verdadeiro e humano. Ele mexe com os sonhos, com a autoestima. É maravilhoso. Com certeza, várias pessoas vão assistir o espetáculo esperando encontrar a Zezé. Mas, quando ele termina, muitos ficam felizes pelo fato de a Zezé não ter comparecido e, com isso, ter dado a oportunidade para que conhecessem essas outras pessoas e histórias”, diz a atriz. Projeto Em “Joia Rara”, novela exibida atualmente às 18h pela Rede Globo, a atriz dá vida à operária Lindinha. “Está sendo bom, é uma personagem diferente, uma pessoa mais séria, que quer melhorar a vida e o mundo. É bom mostrar outro lado e até onde posso ir. De vez em quando, dá para colocar um pouco de humor. As pessoas sempre esperam que eu seja engraçada”, ressalta. Em 2014, a atriz estará de volta ao “Vai que Cola”, programa exibido pelo canal Multishow, onde atua, entre outros, ao lado do humorista Paulo Gustavo. “Também tenho mais dois projetos para o teatro, que devem acontecer em 2015. Antes, quando as pessoas falavam que tinham muitos projetos, achava que eram um bando de mentirosas. Agora, estou aí com os meus. Eles realmente existem”, diz. Também faz parte dos planos de Cacau perder alguns quilos. “Estou emagrecendo, mudando a alimentação. Não quero ficar magrinha e, sim, mais saudável. Além disso, depois da ‘Dança dos Famosos’, não paro mais de dançar”, garante a atriz de 38 anos, que até agora perdeu quatro quilos. Domésticas Dir. Bianca Byington. Com Cacau Protásio, Ana Paula Sant’Anna, Alexandre Lino e Hossen Minuziz Shopping Del Rey (av. Presidente Carlos Luz, 3.001, Pampulha, estacionamento G3, 4141 6571). Neste domingo (10), às 19h. R$ 80 (setor 1, inteira), R$ 60 (setor 2, inteira) e R$ 50 (setor 3, inteira)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave