Fragmento do caso JK não é encontrado em Minas

Prova que pode confirmar atentado contra ex-presidente não foi localizado, segundo secretário

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente morreu nas proximidades de Resende, em 1976
O secretário estadual de Defesa Social, Rômulo de Carvalho Ferraz, enviou ofício à Comissão da Verdade de São Paulo informando que a prova que pode confirmar o possível atentado contra o ex-presidente Juscelino Kubitschek, em 1976, não foi encontrada em Belo Horizonte. A Comissão da Verdade paulista solicitou a busca pelo fragmento metálico encontrado no crânio do motorista de JK, em 1996, há 50 dias. No ofício, Ferraz sugeriu que o material pode estar arquivado em Resende (RJ), de onde foi pedida a primeira perícia.O presidente da comissão paulista, vereador Gilberto Natalini (PV-SP), já havia solicitado ao juiz Hindenburg Brasil da Silva, da 1ª Vara Criminal de Resende, esforços na busca pelo fragmento. Amanhã, Natalini se encontrará com o diretor do Fórum da cidade, juiz Marvin Ramos Moreira, para reiterar o pedido. Suspeita-se que o fragmento encontrado dentro do crânio do ex-motorista de JK, Geraldo Ribeiro, que perdeu a vida junto com o ex-presidente seja parte de um projétil de arma de fogo. A desconfiança é que JK e seu motorista tenham sido vítimas de um atentado. Reconstituição. Também amanhã, o motorista Josias Nunes de Oliveira, que foi acusado de provocar o acidente em que morreu JK, voltará ao local da morte do ex-presidente e de Geraldo Ribeiro, no atual km 328 da Rodovia Presidente Dutra.Oliveira manifestou desejo de voltar ao ponto do acidente a Natalini, para explicar a posição correta do ônibus da Viação Cometa, que era conduzido por ele, em contraposição ao Opala dirigido por Geraldo Ribeiro. Oliveira, de 70 anos, foi denunciado por bater o ônibus no Opala. Apesar de absolvido, passou a vida marcado por ter provocado a morte de JK. Em depoimentos, ele disse ter sido acusado pelos colegas de trabalho e acabou abandonado pela família.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave