Comissão aprova carreira nacional

iG Minas Gerais |

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem uma Proposta de Emenda Constitucional que cria a carreira nacional dos médicos. O texto institui um consórcio público, uma espécie de fundação, que deve centralizar a contratação de médicos por concurso. Pela proposta, de autoria do senador Vital do Rego (PMDB-PB), os Estados e o Distrito Federal teriam que aderir a esse consórcio para receber médicos, com gastos custeados pela União. Já os municípios não poderiam se consorciar, mas poderiam firmar convênios com a fundação. Presidente em exercício do Conselho Federal de Medicina, Aloísio Tibiriçá Miranda apontou fragilidades na proposta. “Defendemos uma carreira em que o médico esteja ligado à administração direta, e não a uma fundação”, disse. Entenda. O objetivo da proposta é preencher o vácuo deixado com o veto da Presidência à criação da carreira dos profissionais, conforme estava previsto na Medida Provisória do Mais Médicos, aprovada no Congresso. (Com agências)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave