Cenário é 'muito positivo' para Campos, diz líder do PSB

Segundo Rodrigo Rollemberg, Dilma está "próxima do teto" e não tem grandes realizações ou cenário econômico favorável que lhe permitiria crescer mais

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

ROBERTO PEREIRA/SEI DIVULGAÇÃO 10.8.2011
undefined
O líder do PSB no Senado, Rodrigo Rollemberg (DF), afirmou nesta quinta-feira que considera o cenário "muito positivo" para o pré-candidato a presidente pelo partido, o governador Eduardo Campos (PE). A pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o MDA Pesquisa, divulgada na manhã desta quinta apontou que a presidente Dilma Rousseff seria reeleita no primeiro turno no cenário da corrida ao Palácio do Planalto mais provável no momento. O levantamento registrou que a presidente alcança 43,5% das intenções de voto. A soma das intenções de voto dos presidentes do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e do PSB, o governador Eduardo Campos (PE), chega a 28,8%. Aécio teve 19,3% e Campos, 9 5%. Mesmo assim, Rodrigo Rollemberg disse que a sondagem da CNT e todas as demais pesquisas sobre 2014 têm apontado uma "estabilização" das intenções de voto de Dilma no patamar de 40%. Para ele, o relevante é que a presidente está "próxima do teto" e não tem grandes realizações e um cenário econômico favorável que lhe permitiria crescer mais. "Ela não tem uma marca forte do governo, a tendência é se manter por aí", disse. Por outro lado, Eduardo Campos, na opinião do líder do PSB, tem tido um crescimento consistente em todas as pesquisas. E que, para ele, à medida que o presidente do seu partido se tornar conhecido e ter seu nome associado ao da ex-ministra Marina Silva, ele aumentará suas intenções de voto. "Nós teremos uma eleição muito disputada, com segundo turno e a participação de Eduardo Campos", disse.  

Leia tudo sobre: camposdilmarollembergeleição2014