Sem Walter, Goiás encara Flamengo e Maracanã lotado

Em desvantagem por ter perdido o primeiro jogo por 2 a 1, em casa, o Esmeraldino terá que enfrentar mais de 60 mil flamenguistas par ir a final

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

GOIÁS/DIVULGAÇÃO
Gois e Flamengo vão se enfrentar três vezes em um período de duas semanas
Se quiser avançar à final da Copa do Brasil, o Goiás terá de superar dois temidos obstáculos, que, em decisões, costumam entrar em comunhão e se tornar uma única força: o Flamengo e sua torcida. Com o apoio de mais de 60 mil torcedores, o time carioca recebe o adversário goiano nesta quarta-feira, a partir das 21h50, no Maracanã, e pode até perder por 1 a 0 para chegar à decisão da competição. O otimismo flamenguista, evidenciado pela venda antecipada de todos os ingressos disponíveis, é explicado pela boa vantagem no confronto. No jogo de ida da semifinal, disputado na semana passada, em Goiânia, o Flamengo derrotou o Goiás por 2 a 1. Para ajudar, o time goiano não terá novamente o seu principal jogador o gordinho atacante Walter, que se recupera de contusão muscular. A diretoria do Flamengo tentou abrir mais espaço para seus torcedores em metade do setor sul, destinado à torcida do Goiás. Foram 3.500 assentos separados para os visitantes numa área de 10 mil lugares. O pedido flamenguista, porém, foi negado pelos órgãos de segurança. "A preparação está ótima, de forma tranquila, sem muita euforia, isso deixamos para o torcedor. Nós estamos concentrados e preparados para atingir mais um objetivo, que é chegar à final da Copa do Brasil", disse o lateral André Santos, repetindo o mantra professado pelo técnico Jayme de Almeida nos últimos dias: não considerar a classificação como fato consumado. "Vai ser um grande jogo, porque a equipe do Goiás é uma boa equipe, está fazendo uma excelente Copa do Brasil, um excelente Brasileiro. Temos que estar precavidos", acrescentou André Santos, que foi poupado do clássico de domingo, contra o Fluminense, justamente para estar em boa forma nesta quarta-feira. Assim como ele, Elias, Leonardo Moura, Chicão e Paulinho - todos preservados na rodada passada do Brasileirão - retornam ao time titular. Enquanto o Flamengo terá perto de sua força máxima (o goleiro Felipe está afastado por um mês), o Goiás precisará se reinventar sem dois dos seus principais homens. Além de Walter, o time goiano não poderá contar nesta quarta-feira com o meia Hugo, que irá cumprir suspensão. "São excelentes jogadores (Walter e Hugo), que ali na frente incomodam. Claro que para a gente é importante. Mas (os substitutos) vão querer nos vencer para chegar à final", alertou André Santos. Mesmo com os desfalques, o Goiás mostra confiança de que pode desbancar o Flamengo no Maracanã. Para isso, aposta na mesma fórmula que vem dando muito certo na temporada: forte marcação e rapidez no contra-ataque. Desse jeito, o time goiano já chegou à semifinal da Copa do Brasil e está na quinta colocação do Brasileirão.  

Leia tudo sobre: goiasflamengocopa do brasilsemifinalfutebol