São Paulo tenta manter série invicta para conseguir vaga

Tricolor paulista irá a Colômbia para enfrentar o Atlético Nacional pelas quartas de finais do torneio precisando de um empate

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Rubens Chiari / São Paulo
Com belo chute de fora de área, Jadson abriu caminho para vitória tricolor no Morumbi
Se for capaz de repetir nesta quarta-feira o que tem feito há 13 jogos na Copa Sul-Americana, o São Paulo voltará da Colômbia, onde enfrentará o Atlético Nacional, a partir das 21h50, em Medellín, classificado para as semifinais da competição. A última vez que sentiu o amargor de uma derrota neste torneio foi em outubro de 2011, contra o Libertad, do Paraguai. E, como venceu o time colombiano no Morumbi por 3 a 2, na semana passada só precisa de um empate agora para avançar. Mas, para manter a sua boa fase - já são nove jogos de invencibilidade na temporada, com oito vitórias -, precisará corrigir alguns defeitos que têm aparecido com relativa insistência nas últimas partidas, especialmente na saída de bola. Apesar do goleiro Rogério Ceni defender que a equipe troque passes insistentemente, mesmo perto da própria área, o São Paulo sofre quando é pressionado em seu campo. O problema ficou bastante claro no jogo de ida, quando Rodrigo Caio deixou a bola nos pés dos adversários no lance do primeiro gol do Atlético Nacional. A diferença fundamental entre as duas partidas é que, nesta quarta-feira, o São Paulo deverá encontrar um adversário mais aberto para o jogo. No Morumbi, o Atlético Nacional esperou os erros são-paulinos para buscar o gol. Assim, o time brasileiro sofreu para encontrar espaço entre as fortes linhas de marcação dos colombianos. Dessa vez, porém, espera ter mais facilidade para armar contra-ataques. Serão duas as novidades em relação ao time que venceu a Portuguesa no sábado, pelo Brasileirão. O meia Ganso recebeu dois jogos de suspensão pela expulsão contra a Universidad Católica na Sul-Americana e, mais uma vez, dará lugar a Jadson. E o atacante Luis Fabiano, bastante criticado pelo desempenho recente e pressionado até pelo técnico Muricy Ramalho, que disse que o jogador precisa "querer mais" para sair da má fase, vai jogar. A tendência é que ele forme dupla de ataque com Aloísio, que está em grande momento. Não é só o Atlético Nacional que preocupa o São Paulo. Desgastado pela sequência de jogos, o time encarou quase 12 horas de voo até a Colômbia. "A viagem foi um pouco desgastante, mas todos estão felizes com a atual fase da equipe. Vamos motivados para o jogo porque queremos manter esse clima bom no grupo. Quando a gente vence, todos ficam felizes e isso é bom para o São Paulo. A torcida tem nos apoiado e merece a classificação", falou o zagueiro Antonio Carlos, herói da vitória no jogo de ida no Morumbi ao marcar dois gols, um deles nos minutos finais.