Minas supera favoritismo do Uberlândia e vence primeiro duelo da final

Em duelo bastanta acirrado, donos da casa se impuseram e ganharam por 78 a 74; revanche ocorre na quinta, no Triângulo Mineiro

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

PEDRO GONTIJO / O TEMPO
ESPORTES - DO DIA - O TEMPO Basquete: Minas x Uberlandia FOTO: PEDRO GONTIJO / O TEMPO / 05.11.13
Em noite de brilho dos destaques individuais, o Vivo-Minas teve dificuldade, mas venceu o Unitri-Uberlândia na Arena Vivo pelo placar de 78 a 74. Com isso, reverteu a vantagem e irá para o segundo jogo da final do Campeonato Mineiro como o favorito. As duas equipes jogaram de igual para igual, e cada ataque era respondido quase que imediatamente. No primeiro quarto, o Minas se aproveitou bastante de suas faltas a favor. Quando ainda estava em 13 a 13, Audrei fez um belo drible e colocou os visitantes na frente, mas houve falta em Elinho, que converteu duas vezes e deixou tudo igual. A virada veio em um contra-ataque que terminou nas mãos de Betinho. O jogador conseguiu entrar no garrafão e fez o 17º ponto, deixando o Minas à frente de novo. Na segunda etapa, a partida ficou mais tensa. O clima esquentou e até uma briga ameaçou iniciar, após discussão de atletas do Minas com o armador Helinho, do Unitri. A pequena torcida não perdoou e passou a vaiar o jogador todas as vezes em que ele se envolvia em alguma jogada. O Minas, que liderava com folga, viu o adversário ir se aproximando aos poucos. Elinho, já no fim do tempo, deixou o Minas um pouco à frente no placar. Mas Helinho usou sua experiência, e restando menos de cinco segundos, conseguiu acertar uma cesta de três pontos, encostando novamente. Animado com o fato de estar vencendo, a equipe da casa entrou ainda melhor no terceiro quarto e foi para cima do Uberlândia. Wanderson, cestinha da partida com 18 pontos, e o americano Jeff, do Minas, foram os melhores em quadra, e responsáveis por nada menos que 16 dos 26 pontos conquistados pelos minastenistas. No último tempo, Danilo Fuzaro foi o nome da equipe da capital, enquanto Cipoline, cestinha do time do interior com 17 pontos, tentava equilibrar para o Uberlândia. “Cometemos erros, acredito que tenha sido pela ansiedade de um time novo, jovem. Temos muito a amadurecer, mas parabenizo meus jogadores pela defesa e pela entra. Mereciam uma vitória do nível do Unitri”, elogiou o técnico Carlos Eduardo Romano. Agora, os dois times voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, no Triângulo Mineiro, às 20h, pelo segundo jogo da final. Em caso de vitória do time da casa, haverá uma terceira partida para decidir o campeão.

Leia tudo sobre: basquetefinalmineirovivo minasunitriuberlandiadecisao