Guerrero deixa muleta e inicia tratamento no Corinthians

Atacante peruano pode voltar já no último jogo do Timão no Brasileiro, contra o Náutico, que já está rebaixado para a Série B

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

ALÊ VIANNA/AGÊNCIA ESTADO
Guerrero teve removida a bota de proteção na perna e abandonou as muletas que o auxiliaram a andar
Paolo Guerrero revelou nesta terça-feira que deu um passo diante no processo de recuperação do seu pé esquerdo, após passar por operação há cerca de 10 dias. O atacante do Corinthians teve removida a bota de proteção na perna e abandonou as muletas que o auxiliaram a andar. Sem a proteção na perna, o jogador está liberado para iniciar o tratamento fisioterápico no pé esquerdo, onde sofreu a fratura do quinto metatarso. "Com o Dr. Joaquim Grava. Hoje deixo de usar muletas e a bota que eu tinha e começamos a reabilitação. Vamos que vamos", anunciou o atacante, em sua página no Facebook em uma foto com o médico que atua no clube. A previsão inicial é de que Guerrero só teria condições de voltar aos gramados num prazo de 45 a 60 dias. Se levar o tempo mínimo para se recuperar, o atacante poderia estar de volta ao Corinthians na última rodada do Brasileirão, na partida contra o lanterna Náutico, já rebaixado para a Série B.

Leia tudo sobre: futebolesportepaolo guerrerocorinthians